UOL - O melhor conteúdo
Lupa
Perfil falso nas redes: 7 dicas para identificar
01.03.2024 - 17h41
Rio de Janeiro - RJ
Do uso de dados bancários à imagens de crianças em tratamento de saúde, parte significativa dos golpes acontece por meio de perfis falsos em redes sociais. Além de identificar, veja como denunciar
No Brasil, 7 em cada 10 brasileiros foram vítimas de golpes digitais em 2023, aponta um relatório publicado pela empresa de cibersegurança NordVPN. Entre os golpes, parte significativa acontece por meio de perfis falsos, criados em redes sociais. 
Os casos são variados: de uso de dados bancários à utilização de imagens de crianças em tratamento de saúde por perfis falsos em redes sociais para arrecadar dinheiro. 
Depois de algum tempo conversando e chamando a atenção do usuário, o golpista tende a ganhar a confiança da vítima, fazendo com que forneça dados pessoais ou realize até transferências bancárias para contas desconhecidas.
O que é um perfil falso?
São contas criadas por criminosos que utilizam informações e a identidade de outros usuários, marcas ou instituições, para tentar simular seus perfis originais. A estratégia funciona buscando criar uma relação de confiança com a vítima, apelando para mobilizações emocionais de quem sofre o golpe. 
Perfil falso nas redes é crime?
Sim, de falsidade ideológica. Conforme indica o Artigo 307 do Código Penal Brasileiro, o uso de perfis falsos configura ato de “atribuir-se ou atribuir a terceiro falsa identidade para obter vantagem em proveito próprio ou alheio, ou para causar dano a outrem”. 

Confira 8 dicas da Lupa para identificar e denunciar um perfil falso: 
1. Verifique o nome do usuário e a descrição do perfil 
Perfis falsos costumam utilizar um nome parecido com o da pessoa, marca ou instituição que pretendem fingir ser. Em alguns casos, o nome vem acompanhado de números, emojis e caracteres pouco comuns como $, % e !, por exemplo. 
Para dar credibilidade ao perfil falso, também é comum que criminosos encaminhem uma mensagem divulgando uma suposta ‘nova’ conta, em substituição à original. 
Neste caso, verifique os detalhes contidos na descrição do perfil. Lá é possível encontrar indícios caso a conta seja falsa, como links muito longos, ou ainda descrições impessoais, que parecem ter sido escritas por uma máquina e não por um ser humano real. 
Em 2023, mulheres tiveram seus perfis copiados e reproduzidos por criminosos em contas falsas, que se apropriaram das imagens das vítimas para vender conteúdo adulto. 
Em 2021, durante a pandemia de Covid-19, uma verificação da Lupa mostrou que um perfil falso do Ministério da Saúde tentou roubar dados de usuários no Instagram, prática conhecida como phishing
2. Observe a foto do perfil
Muitos golpistas copiam a foto de um perfil original e utilizam na conta falsa, fingindo ser alguém que não são. Faça uma busca reversa de imagens no navegador, procurando pela foto de perfil. Isso ajuda a descobrir se uma imagem já foi publicada anteriormente em outra conta.
Recentemente, fotos de crianças em tratamentos de saúde foram utilizadas em campanhas de vaquinhas falsas. Muitos pais criam contas verdadeiras, com imagens e dados dos filhos, a fim de arrecadarem dinheiro para auxiliar nos procedimentos médicos. 
Criminosos se apropriam das imagens criando uma nova conta, alterando o nome e as informações sobre a criança. Assim, mobilizam doadores reais e arrecadam verba, que neste caso não tem como destino nenhum tratamento. 
3. Comentários aleatórios em postagens 
Se uma conta deixa frequentemente comentários ou emojis não relacionados ao conteúdo da sua postagem, com links e mensagens que se repetem ou aparecem em diferentes idiomas, tudo indica que se trate de um perfil falso.
 
4. Seguidores falsos
O comportamento dos seguidores também pode ajudar a identificar se uma conta é falsa ou não. É comum em perfis falsos o uso de bots para aumentar o número de seguidores. Na verdade, não se tratam de usuários reais, mas de máquinas programadas para enviar curtidas, comentários e compartilhamentos nos posts, simulando uma espécie de engajamento artificial do conteúdo. 
5. Muitos seguidores, poucas interações
Por outro lado, existem perfis falsos que podem ser identificados pela situação contrária: quando o número de seguidores é alto, mas quase não há interações nos conteúdos do perfil. 
Contas de figuras públicas, celebridades, influenciadores, marcas e instituições, tendem a apresentar posts com curtidas, comentários e compartilhamentos de outras figuras públicas ou marcas reconhecidas. 
6. Dinheiro fácil e ofertas vantajosas  
Contas falsas podem ser utilizadas para golpes de vendas, que ofertam produtos muito abaixo do preço médio do mercado. Perfis deste tipo também costumam prometer ao usuário a oportunidade de ganhar dinheiro fácil e rápido ou ainda de adquirir produtos e conteúdos de forma gratuita. 
Em 2022, circulou nas redes sociais uma suposta transmissão ao vivo em que o cantor Gusttavo Lima anunciava recompensas financeiras para os usuários que assistissem a uma live em seu perfil. Publicado por uma conta com o nome e a foto de Lima, a Lupa verificou que o perfil, assim como o conteúdo eram falsos.  
7. Não confie totalmente no perfil "Verificado"
Se antes o sinal de verificado podia ser usado para atestar a credibilidade de um perfil, hoje já não é mais assim. Plataformas como Instagram, Facebook (que pertencem à Meta) e X (antigo Twitter) mudaram sua política para os pedidos de perfis verificados. Agora, o usuário também pode adquirir a validação pagando por ela. 
Assim, um perfil pode conter o ícone verificado, mas ser falso, o que torna este um recurso pouco útil para a segurança dos usuários.   
Me deparei com um perfil falso: o que fazer? 
  1. Denuncie a conta na própria plataforma.
     
  2. Caso tenha certeza que se trata de um perfil falso ou tenha sido vítima de um golpe relacionado a ele, registre um Boletim de Ocorrência (B.O) em delegacia especializada em crimes cibernéticos. Caso não haja uma perto da sua região, faça o B.O em uma delegacia convencional. 

  3. De tempos em tempos, faça varreduras em buscadores sobre seu nome e por imagem. Assim, será mais fácil descobrir se seus dados estão sendo utilizados em contas falsas;

  4. Verifique seus seguidores e se localizar alguma conta suspeita, remova ou bloqueie tais perfis.



    LEIA MAIS 

Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Artigos
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital