UOL - O melhor conteúdo
Lupa
3 conteúdos científicos para combater a epidemia e a desinfodemia de dengue
20.03.2024 - 12h40
Rio de Janeiro - RJ
Esta semana o Brasil bateu seu recorde histórico, superando a marca de 1,8 milhão de casos prováveis da doença, com mais de 500 mortes desde janeiro.
Diferente de 12 anos atrás, além de retirar a água parada e usar repelente, em 2024 o desafio de combater a dengue passa também pelo combate às notícias falsas e anti-ciência, que circulam em grande volume nas redes sociais. 
Desde o início do ano, a Lupa vem verificando conteúdos enganosos, cujo repertório repete narrativas mentirosas da pandemia de Covid-19, desde a invenção de supostas curas milagrosas, passando por fakes contra a vacina, até o uso – comprovadamente ineficaz – de ivermectina para o tratamento da doença.  
Para enfrentar a série de negacionismos e teorias conspiratórias, a Lupa selecionou 3 estudos científicos, de diferentes áreas do conhecimento, que relacionam dengue e desinformação. 
De formas diferentes, as pesquisas deixam clara a importância de compreender a epidemia e seus efeitos para além dos sintomas e dos tratamentos médicos, considerando também que o combate à epidemia se dá enfrentando a desinformação. Confira:

1.
Fake News Não Pod #78: Ciência avança no combate à dengue com aprovação de vacina
Neste podcast curtinho, conduzido por cientistas da USP, o episódio discute a dengue, sua transmissão, complicações e ainda a vacina da dengue, aprovada em 2023. O Instituto Butantan também está desenvolvendo a sua e os resultados mostram 79,6% de eficácia. 
Em tempos de desinformação sobre a dengue, este podcast é também uma pílula contra a desinfodemia. 
2.
Campanhas de prevenção às arboviroses do Ministério da Saúde na perspectiva da educação e comunicação em saúde
Neste artigo, as pesquisadoras defendem a comunicação educativa como forma de prevenção e promoção à saúde. O estudo analisa as campanhas midiáticas do Ministério da Saúde sobre dengue, zika e chikungunya, entre 2013 e 2017 e conclui que a comunicação promovida não apresenta o viés educativo que deveria de modo a mobilizar efetivamente a população. 
3.
Ação comunicativa dos agentes comunitários de saúde no Brasil e o enfrentamento à desinformação
Esta tese mostra o papel decisivo dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate à Endemias na comunicação e combate à desinformação junto aos usuários do SUS. Muito além de mero detalhe, a comunicação comunitária promovida por agentes de saúde se mostra como uma das ações eficazes para conscientizar a população e combater desinformações ligadas a arboviroses como a dengue. 
A íntegra dos artigos está disponível no Achado, repositório acadêmico da Lupa 
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Artigos
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Veja mais
FactCheckLab
#SóQueNão
Oficina de checagem
Teen Fact-checking Network
Dúvido, logo penso
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital