UOL - O melhor conteúdo
Lupa
No Twitter: três mentiras e duas verdades sobre a ressaca
31.12.2017 - 12h00
Rio de Janeiro - RJ
A ressaca é um mal-estar causado pela ingestão exagerada de álcool. Uma velha conhecida do primeiro dia do ano. Mas o que você realmente sabe sobre ela? Sabe que quatro órgãos do corpo são afetados pela bebedeira? Estômago, fígado, pâncreas e cérebro? Em parceria com o Hospital Sírio-Libanês, a Lupa esclarece hoje uma série de mitos sobre a ressaca. São frases extraídas das redes sociais. Confira o resultado:
“Banho de mar cura a ressaca”
A água do mar, se gelada, pode ajudar a ativar a circulação, mas não cura a ressaca. A estratégia é desaconselhada pelo clínico-geral do Hospital Sírio Libanês, Alfredo Salim Helito. Ele recorda que, no dia seguinte à bebedeira, os reflexos ainda não estão adequados e que o risco de afogamento pode ser maior.

“Falam que a água cura ressaca, mas a única coisa que cura minha ressaca é uma Coca-cola”
Líquidos em geral ajudam na recuperação da ressaca. A hidratação ajuda o fígado e os rins a eliminarem mais rapidamente os resíduos tóxicos do organismo. Líquidos com glicose são ainda melhores. O refrigerante, por ter alto nível de açúcar, também ajuda a repor a energia, já que a bebida diminui muito a glicose do corpo.

“Quando legalizarem a maconha na farmácia, tem que vender o cigarro Cura Ressaca. Melhora na hora”
A cannabis tem substâncias que podem auxiliar a diminuir o enjoo. Mas em nada ajuda frente aos outros sintomas da ressaca: dor de cabeça, fotossensibilidade e diarreia. A sede, típica da ressaca, por exemplo, tende a ser agravada, alerta o clínico-geral.

“Analgésico para curar ressaca pode ser perigoso”
Às vezes a dor de cabeça é tão forte, que o indivíduo toma uma quantidade grande de analgésicos. Doses elevadas desse tipo de remédio podem ser tóxicas e desencadear reações como sangramento no estômago, hepatite grave e até lesão nos rins. Medique-se com cautela.

“Tomar uma colher de azeite antes de beber evita ressaca”
Para evitar a ressaca, o único remédio é não abusar do álcool. O mal-estar, explicam os médicos, é efeito da intoxicação alcoólica aguda e pode durar mesmo quando a quantidade de álcool no sangue diminui. Beber água, tomar analgésicos, antiácidos e vigiar a alimentação – antes e/ou depois de beber – pode atenuar esses efeitos, mas não os evita.
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Checagem
Conteúdo de verificação e classificação de uma ou mais falas específicas de determinada pessoa, seguindo metodologia própria.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


21.04.2024 - 19h00
Checagem
Ato no RJ: Bolsonaro desinforma ao atacar Lula e se contradiz sobre contestar eleições

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) realizou um ato com aliados e apoiadores neste domingo (25), no Rio de Janeiro (RJ). A defesa da liberdade de expressão, com elogios ao empresário Elon Musk, e ataques à oposição e ao Judiciário deram o tom das cerca de duas horas de pronunciamentos. A Lupa checou algumas frases do discurso de Bolsonaro

Carol Macário
19.04.2024 - 14h30
Política
Ministra da Saúde erra ao negar aumento de mortes dos Yanomami sob Lula

Em audiência no Senado, a ministra da Saúde, Nísia Trindade, citou o negacionismo ao explicar a baixa adesão à vacina da dengue no Brasil. Ela errou ao afirmar que o número de óbitos dos Yanomami não cresceu no governo Lula. Confira a checagem completa.

Carol Macário
20.03.2024 - 17h44
Roda viva
Ministro Silvio Costa Filho erra ao falar sobre militância religiosa do presidente do Republicanos

Em entrevista ao Roda Viva, da TV Cultura, o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho (Republicanos-PE), destacou dados e números sobre investimentos no setor. Ele errou ao dizer que o atual presidente nacional do Republicanos não mistura religião com política. A Lupa checou algumas das declarações do ministro.

Carol Macário
12.03.2024 - 20h15
Política
No SBT, Lula exagera dados sobre erradicação da fome e reajuste salarial

Em entrevista ao SBT no dia 11 de março, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) exagerou ao lembrar dados de mandatos anteriores, como a suposta erradicação da fome no país em 2014. Ele também exagerou dados sobre reajustes salariais acima da inflação em 2023. A Lupa checou algumas das declarações do chefe do Executivo.

Carol Macário
25.02.2024 - 19h45
Checagem
Ato em SP: Bolsonaro erra dados e ignora contextos ao lembrar seu governo

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) reuniu aliados em um ato em São Paulo para se defender das acusações de tentativa de golpe. No discurso, citou dados sem contexto sobre auxílio emergencial e errou ao falar sobre o preço do etanol. Também se contradisse ao afirmar que ninguém pode ganhar uma eleição 'afastando os opositores do cenário político'

Ítalo Rômany
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital