UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É verdadeira imagem de Witzel ao lado de deputados que quebraram placa com o nome de Marielle Franco
08.10.2018 - 17h28
Rio de Janeiro - RJ
Circula nas redes sociais uma imagem do candidato ao governo do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSC) ao lado dos deputados do PSL que quebraram placa de rua com o nome da vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada em março deste ano. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:
“Já sei quem é Witzel! O que estava junto quebrando a placa da Marielle”
Texto que acompanha imagens no Facebook, com mais de 5 mil compartilhamentos até às 17h desta segunda-feira (08/10). Veja aqui e aqui.
Verdadeiro
O candidato do PSC ao governo do Rio realmente foi fotografado ao lado de Daniel Silveira e Rodrigo Amorim, responsáveis por quebrar a placa com o nome de Marielle Franco. Ambos são do PSL e foram eleitos neste domingo (07) para os cargos de deputado federal e deputado estadual, respectivamente. Witzel estava no evento, realizado na cidade de Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, que foi gravado e transmitido ao vivo via Facebook, no dia 30 de setembro.
O vídeo se inicia com Daniel Silveira ao lado de Witzel, pedindo votos, durante discurso de Rodrigo Amorim. Por volta dos 52 segundos de gravação, a placa com o nome de Marielle Franco, já quebrada, é mencionada.
“Eu vou dar uma notícia para vocês. Esses vagabundos, eles foram na Cinelândia, e à revelia de todo mundo, eles pegaram uma placa da Praça Marechal Floriano, no Rio de Janeiro, e botaram uma placa escrito Rua Marielle Franco. Eu e Daniel essa semana fomos lá e quebramos a placa. Jair Bolsonaro sofreu um atentado contra a democracia e esses canalhas calaram a boca. Por isso, a gente vai varrer esses vagabundos. Acabou Psol, acabou PCdoB, acabou essa p aqui. Agora é Bolsonaro, p”, discursou Amorim, enquanto Daniel Silveira exibia a placa quebrada para o público no ato. Neste momento, Witzel vira a câmera para si e diz: “é isso aí, pessoal. Olha a resposta”.
Em nota, a assessoria de Witzel confirmou que o candidato realmente discursava no palanque no momento em que a placa de rua com o nome de Marielle Franco foi exibida pelos candidatos do PSL. O texto informa que o candidato do PSC lamenta “a morte de qualquer ser humano em circunstâncias criminosas” e que as investigações sobre o caso “serão feitas com rigor”.
Witzel também enviou uma declaração à Lupa, dizendo ter sido surpreendido com a atitude: “Não falei em meu discurso sobre a placa, fui surpreendido com a sua apresentação e qualquer pessoa que venha a imputar a mim qualquer coisa relativa a ela sofrerá as sanções penais cabíveis. Qualquer questão relativa a essa placa deve ser perguntada aos deputados eleitos responsáveis”, declarou.
Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


14.07.2024 - 18h09
Internacional
É falso que senador Randolfe Rodrigues se solidarizou com homem que atirou em Donald Trump

Post alega que o senador Randolfe Rodrigues se solidarizou com o homem morto pela polícia após tentar assassinar o ex-presidente e candidato à presidência dos EUA Donald Trump. A publicação exibe um print do X do parlamentar com a mensagem. É falso. Não há indício de que Randolfe tenha feito o post. A página que fez a alegação deletou a postagem.

Maiquel Rosauro
14.07.2024 - 17h18
Eleições nos EUA
É falso que foto comprova que Trump foi baleado no peito em atentado

Circula nas redes sociais e no WhatsApp uma imagem que sugere que o ex-presidente dos Estados Unidos e atual candidato republicano Donald Trump também teria levado um tiro no peito durante atentado na Pensilvânia. É falso. Na verdade, o suposto buraco de bala não passa de uma dobra no casaco de um dos agentes do Serviço Secreto que o protegeram.

Cristina Tardáguila
14.07.2024 - 17h08
Eleições nos EUA
Homem de touca em foto não é atirador de atentado contra Trump; trata-se de jornalista italiano

Circula nas redes post que diz que a pessoa que tentou assassinar o ex-presidente Donald Trump é Mark Violets, membro de um grupo antifacista. O post inclui uma foto do suposto acusado.. É falso. A imagem que circula é do jornalista italiano Marco Violi. O FBI afirma que a autoria dos tiros é de Thomas Crooks. Portanto, trata-se de pessoas distintas.

Ítalo Rômany
10.07.2024 - 17h34
Política
Vídeo de Lula assumindo que levou 11 contêineres de acervo é anterior a decisão do TCU sobre presentes

Circula nas redes post afirmando que o presidente Lula saiu da Presidência com 11 contêineres de acervo, sem devolver os presentes recebidos. Falta contexto. À época, havia um entendimento de que o acervo deveria ser preservado pelos ex-presidentes. Somente após acórdão do TCU, em setembro de 2016, é que o petista devolveu os presentes.

Ítalo Rômany
10.07.2024 - 17h13
Política
Janja não disse que aumento do preço da gasolina é para os veículos e não para os motoristas. É uma sátira

Post alega que a primeira dama Janja da Silva disse que o aumento no preço da gasolina é para veículos, não para motoristas. A frase remetida à Janja está presente em uma captura de tela que possui o layout do g1. É falso. Janja não disse a frase. A arte presente no post é uma sátira inspirada em um antigo comentário de Janja sobre importações.

Maiquel Rosauro
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital