UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É falsa capa do Charlie Hebdo que satiriza Gleisi Hoffmann e o PT
17.01.2019 - 15h53
Rio de Janeiro - RJ
Circula nas redes sociais uma suposta capa da revista satírica francesa Charlie Hebdo com a presidente do PT, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:
“Os petistas sendo ridicularizados por todo o mundo. Veja a capa do jornal francês Charlie Hebdo!”
Imagem que circula no Facebook, com 150 compartilhamentos até as 15h30 do dia 17 de janeiro de 2019
Falso
O jornal Charlie Hebdo nunca colocou Gleisi Hoffmann, ou o PT, em sua capa. A imagem que circula é uma montagem feita sobre a edição real da revista publicada no dia 13 de fevereiro de 2013, cuja capa trata da renúncia do Papa Bento XVI. É possível ver que o cabeçalho das duas edições é idêntico.
Além disso, a ilustração usada como base não tem o rosto de Gleisi, nem a bandeira do PT – ambos foram incluídos digitalmente. O traço é do cartunista brasileiro Adão Iturrusgarai, que não tem qualquer relação com a revista.
Não é a primeira vez que forjam capas do semanário francês tendo o PT como foco. Uma montagem semelhante a essa, mas sem o rosto de Gleisi, já circulava nas redes sociais em fevereiro de 2016. À época, a informação foi desmentida pelo site e-Farsas. O site menciona, ainda, a existência de outra capa falsa, com críticas a Lula e ao Supremo Tribunal Federal.
O semanário humorístico francês Charlie Hebdo ganhou notoriedade internacional em 2015, após ser alvo de atentado do al-Qaeda. 12 pessoas morreram e 11 ficaram feridas no ataque.
Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


19.04.2024 - 17h13
Política
É falso que montagem contra o PT foi projetada em prédio do Elon Musk

Circula na internet um vídeo de uma projeção com o desenho de um burro vestido com a camiseta do PT. Segundo a publicação, a imagem teria sido projetada em um prédio do empresário Elon Musk em Nova York. É falso. Trata-se de uma montagem, criada a partir de um modelo pronto do CapCut.

Gabriela Soares
19.04.2024 - 16h58
Política
É falso que Congresso dos Estados Unidos deu 48 horas para o STF entregar documentos sobre o X

Post nas redes sociais alega que o Congresso dos EUA deu 48 horas para o STF entregar documentos referentes ao X. É falso. O Comitê de Assuntos Judiciários da Câmara de Deputados dos EUA solicitou ao X acesso às decisões do Supremo sobre moderação de conteúdo. A empresa entregou a documentação e informou o STF. 

Maiquel Rosauro
16.04.2024 - 17h50
Política
Lula segue recomendação do Ministério da Justiça e sanciona, com veto, PL da ‘saidinha’ de presos

Circula pelas redes sociais que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vetou o PL 2.253, de 2022, que restringe a chamada 'saidinha' de presos. Falta Contexto. Lula sancionou o projeto com veto, o presidente acatou recomendação do Ministério da Justiça e manteve o direito à saída temporária dos presos do semiaberto para visita a familiares.

Catiane Pereira
16.04.2024 - 17h22
Política
Homem que acusa governo brasileiro de solicitar dados de usuários do X não é diretor da rede

Circula nas redes um vídeo no qual um homem alega que o governo brasileiro teria solicitado aos líderes do X, antigo Twitter, informações pessoais dos usuários. Segundo a legenda do post, o homem seria o diretor da plataforma. É falso. A pessoa que aparece no vídeo é um jornalista estadunidense que levantou as tais suposições em uma reportagem.

Evelyn Fagundes
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital