UOL - O melhor conteúdo
Lupa
São antigas e não foram feitas na Amazônia fotos de animais vítimas de queimadas
20.08.2019 - 19h28
Rio de Janeiro - RJ
Circula pelas redes sociais um post com quatro imagens de animais que teriam sido vítimas de incêndios recentes na Amazônia. Uma das fotos mostra um animal correndo de um campo em chamas. Outra é um registro de uma onça ferida. Há também um tamanduá morto e um tatu bebendo água dada por um bombeiro. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:
“Genteee, isso é a Floresta Amazônica!!!! (…)  Por favor, o coração de vocês nao sentem (sic) pelos animais, fauna e flora!?”
Legenda de post que, até as 18h de 20 de agosto de 2019, tinha mais de 500 compartilhamentos no Facebook
Falso
A informação analisada pela Lupa é falsa. As quatro imagens reunidas no post foram feitas em épocas e lugares diferentes, que não são áreas da floresta amazônica. Três dos registros ocorreram em fazendas atingidas pelo fogo no interior de São Paulo, em 2011, e no Mato Grosso, em 2019. Outra das fotos, que circulava já em 2016, retrata um animal atingido por um veículo em uma estrada.
A imagem que mostra um animal fugindo de um campo em chamas (veja acima) foi feita pelo fotógrafo Silva Júnior, da Folhapress, em 17 de agosto de 2011. De acordo com a legenda, o que se vê é uma queimada em canavial em Sertãozinho, no interior de São Paulo. A foto foi usada em uma reportagem da Folha de S.Paulo de 18 de setembro daquele ano. A rmatéria mostra que os incêndios nas lavouras de cana-de-açúcar, hoje proibidos no estado, estavam lotando zoológicos e hospitais com bichos feridos.
Já a foto da onça pintada ferida (veja acima) circulava na internet em 2016, em uma montagem, ao lado de um tamanduá, que ilustra um post do portal Gente de Opinião. Na publicação, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) alertava para os riscos de atropelamento de animais no estado de Rondônia, por conta do tempo seco e das queimadas que ocorriam na época. O site identifica a assessoria de imprensa da PRF como autora do texto.
A imagem com um tamanduá morto em um campo queimado (veja acima) aparece em um post do jornal Integração – Diário Regional, em 20 de maio de 2011. A legenda informa tratar-se de uma vítima de uma queimada ilegal em uma fazenda de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo. Os autores do incêndio foram multados pelos órgãos de fiscalização ambiental.
A única foto recente, em que o bombeiro dá água para um tatu em um campo devastado (veja acima), ilustrou uma reportagem do G1 de 17 de agosto de 2019. De acordo com o texto, houve um incêndio em uma fazenda no Mato Grosso entre os municípios de Nova Mutum e São José do Rio Claro. O fogo atingiu 766 hectares de campo em 18 de julho e os bombeiros encontraram esse e outros animais da espécie enquanto periciavam o local.
Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


28.05.2024 - 17h27
Educação
É falso que PT está escondendo tablets doados por Bolsonaro a Niterói (RJ)

Circula nas redes um vídeo cuja legenda alega que um deputado descobriu em Niterói doações de tablets feitas por Bolsonaro e que o governo Lula estaria 'escondendo' os aparelhos para não entregar à população. É falso. Os tablets foram comprados com recursos próprios do município. A distribuição não ocorreu devido a determinação do TCE

Ítalo Rômany
27.05.2024 - 19h19
Rio Grande do Sul
É falso que vídeo mostre abertura de comportas no RS; imagens são antigas

Circula nas redes um vídeo mostrando o avanço de uma enxurrada. A legenda alega que funcionários abriram as comportas das barragens para causar a tragédia das enchentes no Rio Grande do Sul. É falso. O vídeo é de 2023 e, segundo  a empresa administradora, a barragem não tem comportas que possam ser abertas.

Evelyn Fagundes
27.05.2024 - 17h13
Rio Grande do Sul
Não é do Rio Grande do Sul vídeo que mostra enxurrada invadindo casa. Imagens foram registradas em Goiás

Vídeo nas redes sociais mostra uma enxurrada invadindo o pátio de uma casa. A legenda que acompanha o post alega que as cenas foram gravadas no Rio Grande do Sul, estado que sofre as consequências de enchentes. É falso. Uma busca reversa revelou que as imagens foram registradas em Anápolis, município de Goiás, em novembro de 2021.

Maiquel Rosauro
27.05.2024 - 16h29
Justiça
Lei que impõe sigilo em casos de violência doméstica não beneficia filho de Lula acusado de agressão

Circula pelas redes sociais que uma lei sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) beneficia seu filho, Luís Cláudio Lula da Silva, acusado de agredir a ex-namorada. É falso. Publicações distorcem o objetivo da lei, que declara sigilo apenas sobre a identidade da vítima, não sobre o nome do agressor ou outros dados do processo.

Catiane Pereira
27.05.2024 - 14h45
Rio Grande do Sul
É falso que o governo Lula adquiriu “arroz de plástico chinês”

Vídeo mostra produção sintética de arroz. Segundo a legenda, esse seria o produto adquirido pelo Brasil para suprir o mercado. É falso. A Conab, responsável pela mediação e aquisição, afirma que se trata de desinformação. O edital de compra – que está suspenso – estabelece que o produto deve obedecer a diversos critérios de qualidade e segurança. 


Evelyn Fagundes
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital