UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É falso que Lula tenha 243 milhões de euros no Banco do Vaticano
21.10.2019 - 20h37
Rio de Janeiro - RJ
Circula pelas redes sociais um post com a informação de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem uma conta com 243 milhões de euros no Banco do Vaticano. A denúncia foi feita no dia 15 de outubro por um homem chamado Jorge Sonnante, que se diz diácono e alega ter trabalhado na Santa Sé, em entrevista ao programa “Ahora con Roxana”, ancorado pela jornalista Roxana Lizárraga, da Bolívia. Outros presidentes e ex-presidentes de esquerda latino-americanos também são citados. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:
“‘Lula possui 243 milhões de Euros depositados no Banco do Vaticano!!!’ Padre revela e mostra relatório”
Texto de post no Facebook que, até as 18h de 21 de outubro de 2019, tinha 648 compartilhamentos
Falso
A informação analisada pela Lupa é falsa. Em janeiro deste ano, quando a denúncia contra Lula e outros ex-presidentes começou a circular, o diretor interino de imprensa da Santa Sé, Alessandro Gisotti, afirmou em entrevista coletiva para jornalistas que nenhum presidente ou ex-presidente latino-americano teve ou tem conta bancária no Instituto para as Obras de Religião (IOR), conhecido popularmente como Banco do Vaticano. Além disso, os documentos apresentados como “provas” são forjados, como mostrou a plataforma de checagem ColombiaCheck.
A primeira reportagem sobre os documentos que comprovariam essas contas foi publicada pelo site colombiano El Expediente, em 9 de janeiro de 2019. Além de Lula, foram citados Cristina Kirchner (Argentina), Daniel Ortega (Nicarágua), Evo Morales (Bolívia), Juan Manuel Santos (Colômbia), Nicolás Maduro (Venezuela), Rafael Correa (Equador) e Raúl Castro (Cuba). Sonnante aparece como autor da denúncia. Em sua conta no Twitter, o diretor do site e autor do texto, Gustavo Rugeles, publicou uma imagem com tarjas de um documento que traz o nome de alguns desses políticos.
Ao ser questionado sobre o caso dois dias depois, Alessandro Gisotti, do Vaticano, desmentiu a informação: “Depois de verificar com as autoridades competentes, posso afirmar que nenhuma das pessoas mencionadas no artigo de El Expediente jamais teve uma conta bancária no IOR, nem tem atualmente, nem delegou contas a terceiros, nem teria – segundo as novas normas adotadas pelo instituto – algum título que permitisse acessar alguma operação nele. Os documentos apresentados como prova são falsos. O IOR reserva-se o direito de tomar medidas legais”.
A informação foi classificada como falsa em janeiro pela plataforma ColombiaCheck. O site apontou uma série de inconsistências nas “provas” exibidas pelo El Expediente, como uma assinatura incluída digitalmente em um dos “documentos” e trechos escritos em espanhol quando deveriam estar em italiano.
Há, também, erros de tradução no uso de termos italianos, como também foi verificado pelo jornal italiano La Stampa. A palavra “banconote”, por exemplo, aparece em um dos “documentos” como sinônimo de “número da conta”, quando significa “notas de dinheiro”. O ColombiaCheck também encontrou inconsistências nas supostas credenciais apresentadas por Sonnante.
A história voltou a circular recentemente durante as eleições presidenciais da Bolívia. O atual presidente, Evo Morales, disputa seu quarto mandato consecutivo. Algumas plataformas locais, como o ChequeaBolivia, também verificaram o boato.
Uma versão semelhante dessa checagem foi feita por Boatos.org e E-farsas.
Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


14.07.2024 - 18h09
Internacional
É falso que senador Randolfe Rodrigues se solidarizou com homem que atirou em Donald Trump

Post alega que o senador Randolfe Rodrigues se solidarizou com o homem morto pela polícia após tentar assassinar o ex-presidente e candidato à presidência dos EUA Donald Trump. A publicação exibe um print do X do parlamentar com a mensagem. É falso. Não há indício de que Randolfe tenha feito o post. A página que fez a alegação deletou a postagem.

Maiquel Rosauro
14.07.2024 - 17h18
Eleições nos EUA
É falso que foto comprova que Trump foi baleado no peito em atentado

Circula nas redes sociais e no WhatsApp uma imagem que sugere que o ex-presidente dos Estados Unidos e atual candidato republicano Donald Trump também teria levado um tiro no peito durante atentado na Pensilvânia. É falso. Na verdade, o suposto buraco de bala não passa de uma dobra no casaco de um dos agentes do Serviço Secreto que o protegeram.

Cristina Tardáguila
14.07.2024 - 17h08
Eleições nos EUA
Homem de touca em foto não é atirador de atentado contra Trump; trata-se de jornalista italiano

Circula nas redes post que diz que a pessoa que tentou assassinar o ex-presidente Donald Trump é Mark Violets, membro de um grupo antifacista. O post inclui uma foto do suposto acusado.. É falso. A imagem que circula é do jornalista italiano Marco Violi. O FBI afirma que a autoria dos tiros é de Thomas Crooks. Portanto, trata-se de pessoas distintas.

Ítalo Rômany
10.07.2024 - 17h34
Política
Vídeo de Lula assumindo que levou 11 contêineres de acervo é anterior a decisão do TCU sobre presentes

Circula nas redes post afirmando que o presidente Lula saiu da Presidência com 11 contêineres de acervo, sem devolver os presentes recebidos. Falta contexto. À época, havia um entendimento de que o acervo deveria ser preservado pelos ex-presidentes. Somente após acórdão do TCU, em setembro de 2016, é que o petista devolveu os presentes.

Ítalo Rômany
10.07.2024 - 17h13
Política
Janja não disse que aumento do preço da gasolina é para os veículos e não para os motoristas. É uma sátira

Post alega que a primeira dama Janja da Silva disse que o aumento no preço da gasolina é para veículos, não para motoristas. A frase remetida à Janja está presente em uma captura de tela que possui o layout do g1. É falso. Janja não disse a frase. A arte presente no post é uma sátira inspirada em um antigo comentário de Janja sobre importações.

Maiquel Rosauro
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital