UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É falso que coronavírus infectou 2,8 milhões e matou 112 mil na China
27.01.2020 - 18h11
Rio de Janeiro - RJ
Circula pelas redes sociais a informação de que as autoridades chinesas têm escondido dados sobre o total de infectados pelo novo coronavírus (2019-nCoV). O vírus surgiu na cidade de Wuhan, em dezembro. Segundo o post, o país asiático mantém 30 milhões de pessoas em quarentena. Haveria também 2,8 milhões de infectados e 112 mil mortos. A fonte dos números seria o programa de rádio de Hal Turner, um radialista e blogueiro norte-americano que diz ter trabalhado por 15 anos no FBI. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:
“ A VERDADE QUE A CHINA ESCONDE:
(Edição e tradução do link de Sandra Valeria)
Coronavírus na China: mais de 30 milhões em quarentena, 2,8 milhões infectados; 112.000 MORTOS ! Pessoas caindo mortas pelas ruas e trens ! Supermercados sem mantimentos !
– Programa de rádio de Hal Turner
Texto em post no Facebook que, até as 15h de 27 de janeiro de 2020, tinha 896 compartilhamentos
Falso
A informação é falsa e foi desmentida no dia 24 de janeiro de 2020 pela plataforma Lead Stories, dos Estados Unidos. O site integra a coalizão formada para verificar notícias e frases sobre o novo coronavírus criada pela International Fact-Checking Network (IFCN). A Lupa, que faz parte desse esforço de cooperação internacional, analisou recentemente uma peça de desinformação que acusava falsamente a indústria farmacêutica de provocar a doença com o objetivo de vender vacinas.
O texto do post diz que a fonte dos números citados no site do Hal Turner Radio Show seriam pessoas da comunidade de inteligência dos Estados Unidos que ficaram amigas do âncora nos 15 anos em que ele trabalhou no FBI. Só que Turner nunca foi funcionário do órgão e atuou apenas como informante, pago para falar sobre grupos supremacistas brancos. O ex-agente especial supervisor do FBI Steve Moore disse ao Lead Stories que informantes, pagos ou não, jamais podiam se apresentar como funcionários ou representantes do órgão.
Segundo o Southern Poverty Law Center, uma organização não-governamental que atua contra o discurso de ódio e defende os direitos humanos, o radialista trabalhou nessas condições apenas durante quatro anos, entre 2003 e 2007. Isso foi confirmado pelo próprio advogado de Turner, em reportagem publicada pela revista de tecnologia Wired em 2009.
Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


18.06.2024 - 13h25
Meio Ambiente
É falso que pesquisa da Nasa desmente ambientalistas

Circula pelas redes sociais que um estudo da Nasa teria mostrado que a agricultura brasileira ocupa apenas 7,6% do território nacional. Esse dado seria uma forma de desmentir ambientalistas e provar que existe “pressão e manipulação” no setor agro do país. É falso. A pesquisa é antiga e não considera as áreas de pastagens.

Carol Macário
18.06.2024 - 13h22
Política
É falso que vídeo mostra ‘ministro de Lula’ roubando dinheiro em culto

Post traz um vídeo no qual um homem aparentemente retira dinheiro de uma sacola durante coleta de ofertas em um culto. A legenda diz que o homem seria um ‘ministro de Lula’. É falso. O vídeo foi invertido e está sendo exibido de trás para frente. Além disso, quem aparece nas imagens é o ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes.

Catiane Pereira
17.06.2024 - 18h12
Política
Condenação anulada pelo TSE não permite que Bolsonaro concorra em 2026

Circulam nas redes sociais publicações afirmando que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anulou uma condenação contra Jair Bolsonaro (PL). Falta contexto. Embora isso tenha ocorrido, o ex-presidente continua inelegível até 2030 devido a outras duas condenações na Corte.


Gabriela Soares
17.06.2024 - 17h28
Polícia
É falso que polícias emitiram alerta por ‘saidinha’ de 50 mil presos

Post alega que as polícias estão alertando as pessoas para andarem com carros fechados, vidros travados, evitar passear a pé com crianças e não andar com celular na mão porque 50 mil presos saíram da prisão na "última saidinha”. É falso. Nenhuma força de segurança dos estados divulgou alerta sobre saída de presos. 

Maiquel Rosauro
17.06.2024 - 16h48
Internacional
Proposta de Milei que proíbe condenados por corrupção de se candidatar não foi aprovada

Post alega que o presidente da Argentina, Javier Milei, anunciou que condenados por corrupção não poderão concorrer como candidatos nas eleições nacionais. Falta contexto. A iniciativa faz parte de um projeto de lei que ainda não foi enviado ao Congresso. A proposta visa proibir condenados por corrupção em 2ª instância de se candidatar.

Maiquel Rosauro
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital