UOL - O melhor conteúdo
Lupa
Dois anos sem Marielle Franco: veja quais boatos já desmentimos
14.03.2020 - 07h00
Rio de Janeiro - RJ
Neste dia 14 de março, os assassinatos da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL-RJ) e de seu motorista, Anderson Gomes, completam dois anos. Neste período, diversas peças de desinformação sobre a trajetória da vereadora, sobre sua morte e sobre os suspeitos de efetuar os disparos circularam nas redes sociais.
Alguns desses conteúdos buscam manchar a reputação de Marielle. Uma das mais antigas, uma suposta foto da vereadora com o traficante Marcinho VP, continua circulando nas redes sociais quase dois anos depois de ser desmentida por diversos veículos de comunicação, incluindo a Lupa. Outros, buscam vincular figuras políticas ao crime, incluindo o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
Marielle e Anderson foram mortos quando voltavam de um evento político, às 21h10, no bairro do Estácio, na zona central do Rio de Janeiro. Os criminosos emparelharam o carro com o veículo no qual eles estavam e dispararam 13 vezes. Quase um ano depois, em março de 2019, dois ex-policiais militares, Ronnie Lessa e Élcio Queiroz, foram presos, suspeitos de, respectivamente, efetuar os disparos e dirigir o carro que seguiu a vereadora. Os dois vão a júri popular.
Entretanto, as prisões não significam que o caso foi resolvido. Ainda não se sabe o motivo do crime ou de quem partiu a ordem. Em 31 de março, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) vai decidir se o caso será federalizado, isto é, investigado por instituições federais — até o momento, a investigação está sendo conduzida em nível estadual.
Confira abaixo todas as checagens feitas pela Lupa sobre o caso Marielle:
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Reportagem
Conteúdo investigativo que aborda temas diversos relacionados a desinformação com o objetivo de manter os leitores informados.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


27.05.2024 - 17h24
Teorias conspiratórias
De Chuva artificial a lockdown climático: posts geram caos sobre enchentes no RS

Teorias conspiratórias sobre as enchentes no Rio Grande do Sul não param de circular nas redes: desde posts afirmando que as chuvas foram "fabricadas em laboratórios" e pulverizadas por aviões, até um complô global. Publicações alarmistas disseminam, sem provas, que os próximos passos dessa conspiração serão desapropriação e "lockdown climático".

Ítalo Rômany
24.05.2024 - 16h27
Redes sociais
Acordo entre AGU e plataformas só prevê medidas genéricas contra fakes no RS

Um protocolo de intenções assinado pela Advocacia-Geral da União (AGU) e plataformas de redes sociais traz medidas genéricas e deixa a cargo das empresas a decisão de como vão agir para combater fakes sobre a tragédia no Rio Grande do Sul. À Lupa, a AGU disse que o acordo é apenas um ponto de partida para uma cooperação mais sólida.

Leandro Becker
23.05.2024 - 15h31
Clima
Negacionistas associam enchentes no RS a ‘arma ultrassecreta’ chamada Haarp

Inundações, como as ocorridas no Rio Grande do Sul, têm sido alvo de teorias conspiratórias nas redes, atribuindo sua causa a uma suposta 'arma ultrasecreta' conhecida como Haarp. Posts afirmam que esse projeto tem como objetivo dizimar partes do mundo para fins econômicos. Não há qualquer embasamento que prove esses boatos.

Ítalo Rômany
22.05.2024 - 15h02
Redes sociais
Moraes diz que basta interpretação do STF para responsabilizar big techs

O ministro do STF Alexandre de Moraes voltou a cobrar nesta quarta-feira (22) uma regulamentação urgente das plataformas digitais. Para ele, bastaria um artigo de lei ou uma interpretação para encerrar o assunto. Moraes defendeu que isso poderá ser possível no momento em que STF julgar a constitucionalidade do artigo 19 do Marco Civil da Internet.

Ítalo Rômany
21.05.2024 - 12h57
Redes sociais
Moraes propõe acordo internacional para proteger eleições de fakes e IA

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, afirmou que o uso de inteligência artificial (IA) e as redes sociais precisam ser regulamentados porque colocam em risco a confiança na democracia e interferem nas eleições. A ministra Cármen Lúcia concordou e alertou para o risco de a falta de punição corroer as democracias.

Leandro Becker
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital