UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É montagem tuíte atribuído a Felipe Neto com apologia à pedofilia
25.05.2020 - 19h05
Rio de Janeiro - RJ
Circula nas redes sociais um tuíte atribuído ao youtuber Felipe Neto, que diz que a culpa da pedofilia é “dessas crianças gostosas”. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:
“A culpa da pedofilia é dessas crianças gostosas”
Frase atribuída ao YouTuber Felipe Neto em publicação no Facebook que, até as 18h30 do dia 25 de maio de 2020, tinha sido compartilhada por mais de 1,7 mil pessoas
Falso
A frase analisada pela Lupa não foi tuitada por Felipe Neto. Em 2015, usuários do Twitter e de outras redes sociais publicaram mensagens incentivando a pedofilia durante a exibição do programa Masterchef Júnior, na Band – versão do reality show estrelando crianças entre 9 e 13 anos. Uma das frases, tuitadas por um usuário desconhecido, dizia: “a culpa da pedofilia é dessa mulecada gostosa”. Essa frase foi registrada em diversos veículos da imprensa na época, incluindo a Folha de S.Paulo, R7 e Correio da Bahia.
Em seu perfil no Twitter, Neto se pronunciou sobre essa montagem. “Olá Ministro @alexandre [Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal], ontem você mostrou como é ser vítima desse tipo de crime. Gostaria de te mostrar o tipo de coisa que eu lido há anos, mas que vem acontecendo fora de controle desde as eleições”, disse, se referindo a uma publicação falsa exposta pelo ministro no domingo (24). “Nada foi feito, até hoje, para coibir esses criminosos e seus prints fake”, concluiu o youtuber.
View post on Twitter
Vale pontuar que Neto usa seu canal no YouTube para denunciar a exploração sexual de crianças e adolescentes na internet. Em fevereiro de 2019, por exemplo, ele expôs canais na própria plataforma usados para a publicação de fotos e vídeos insinuantes de menores de idade. Em 2016, ele denunciou o uso de “chans”, fóruns anônimos na internet, para a divulgação e defesa da pedofilia, além de discurso de ódio e outros crimes. Na ocasião, ele também incentivou seus seguidores a sabotar esses fóruns.
Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


24.04.2024 - 13h17
Política
Documento apresentado por jornalista norte-americano não comprova fraude nas eleições de 2022

ircula nas redes um vídeo com a fala do jornalista Glenn Greenwald sobre uma suposta decisão do STF solicitando o banimento de perfis em redes sociais. Segundo a publicação, o texto comprova fraude nas eleições de 2022. É falso. O suposto documento apresentado se refere a uma decisão de janeiro de 2023 e não teria como interferir nas eleições. 


Gabriela Soares
24.04.2024 - 10h52
História
É falso que Tiradentes fugiu para a França e não foi enforcado

Circula nas redes sociais um post publicado pelo deputado federal Luiz Philippe de Orléans e Bragança que afirma que Tiradentes não foi enforcado, mas fugiu para a França e retornou ao Brasil anos depois com o apoio de D. João VI.  É Falso. Documentos públicos do processo judicial da Conjuração Mineira confirmam que Tiradentes foi enforcado

Ítalo Rômany
23.04.2024 - 18h27
Política
Elon Musk não vai depor na Câmara dos Deputados no Brasil, mas nos EUA

Circula nas redes vídeo que afirma que o empresário Elon Musk, dono do X, iria depor na Câmara dos Deputados em Brasília. É falso. Musk disse em seu perfil na plataforma que foi convidado para depor na Câmara dos Estados Unidos, não no Brasil. A casa legislativa brasileira negou que exista pedido de audiência pública para ouvir o empresário.

Evelyn Fagundes
23.04.2024 - 14h55
Política
É falso que Alexandre de Moraes saiu correndo e gritando no Congresso

Post traz um vídeo com um homem careca de terno correndo pelos corredores do Congresso Nacional. A legenda da publicação afirma que se trata do ministro do STF Alexandre de Moraes, e que a cena foi registrada em 16 de abril. É falso. As imagens mostram um assessor parlamentar correndo durante uma confusão no Congresso, em 18 de outubro de 2023.

Maiquel Rosauro
22.04.2024 - 18h50
Política
Vídeos não são de ato recente de Bolsonaro em Copacabana; imagens são de 2022

Circula na internet vídeos da Praia de Copacabana lotada, sugerindo serem do ato convocado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro que aconteceu no último domingo (21). É falso. Os vídeos são de manifestação do dia 7 de setembro de 2022.

Gabriela Soares
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital