UOL - O melhor conteúdo
Lupa
Pesquisador chinês morto nos EUA não estava ‘prestes a descobrir’ vacina para Covid-19
27.05.2020 - 19h10
Rio de Janeiro - RJ
Circula em redes sociais que um pesquisador chinês estava “prestes a descobrir a vacina” para Covid-19″ quando foi “misteriosamente encontrado morto”. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:
“O pesquisador Bing-Liu estava prestes a descobrir a ‘vacina’ contra o corona-vírus e foi misteriosamente encontrado morto em sua casa no dia 02 de maio”
Legenda de publicação no Instagram que, até o dia 27 de maio, tinha sido curtida por 27 mil pessoas
Falso
A informação analisada pela Lupa é falsa. O cientista da computação chinês Bing Liu, de fato, estudava a Covid-19 e foi assassinado em seu apartamento nos Estados Unidos, mas não há evidências de que ele estava “prestes a descobrir a vacina contra o coronavírus”. De acordo com a imprensa americana (aqui, aqui e aqui), os investigadores também concluíram que há “zero indícios” de que o crime tenha relação com a pesquisa que ele desenvolvia ou mesmo com o fato de ele ser chinês. O Departamento de Polícia de Ross, na Pensilvânia, onde o crime aconteceu, determinou que se trata de um homicídio passional seguido de suicídio.
Segundo seu perfil no Linkedin, Bing Liu era professor assistente da Universidade de Pittsburgh e trabalhava com biólogos para desenvolver métodos computacionais capazes de compreender doenças como a Covid-19. “Bing estava próximo de realizar descobertas significantes para o entendimento do mecanismo celular subjacente à infecção por SARS-CoV-2 e sua base celular”, diz, em nota, o Departamento de Biologia Computacional e Sistemas da Escola de Medicina da Universidade de Pittsburgh.
Não há, contudo, qualquer menção à descoberta de uma vacina para o coronavírus na pesquisa do cientista. A informação foi reforçada pela supervisora da vítima, Ivet Bahar, que disse em depoimento que Liu tinha “acabado de começar a receber resultados interessantes” em sua pesquisa. Os colegas do cientista informaram que seguirão o trabalho.
De acordo com a polícia, Bing foi morto pelo engenheiro de software Hao Gu. Os dois se conheciam, e o crime foi motivado por ciúme. Hao cometeu suicídio em seu carro após matar o colega a tiros.
A teoria de que o assassinato do pesquisador estaria relacionado a sua pesquisa começou na China. Segundo a BBC, usuários da rede social chinesa Weibo iniciaram rumores de que, em seus estudos, Bing Liu teria descoberto que o vírus foi levado à China por soldados americanos que visitaram Wuhan em outubro de 2019. Não há qualquer evidência de que isso seja verdade.
Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


22.05.2024 - 12h12
Enchentes no RS
Exército não montou tendas para atender equipe do Jornal Nacional no RS

Circula nas redes o trecho de podcast em que voluntários no RS afirmam que o Exército montou duas tendas para atender exclusivamente a equipe do Jornal Nacional. É falso. As tendas foram montadas para apoiar as vítimas das enchentes, e a imprensa apenas acompanhou o processo. Em vídeo, as voluntárias esclareceram o engano. 


Gabriela Soares
22.05.2024 - 11h42
Enchentes no RS
É falso que avião da Força Aérea dos EUA pousou no RS com toneladas de doações

Circula pelas redes sociais um vídeo afirmando que uma aeronave da Força Aérea dos EUA (USAF) pousou no Rio Grande do Sul com toneladas de donativos. É falso. O consulado americano e a embaixada dos Estados Unidos desmentiram o boato.


Gabriela Soares
21.05.2024 - 18h50
Rio Grande do Sul
Não é do RS vídeo viral de enchente que invade estrada; imagens são do Japão

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra carros desviando de uma enxurrada que alaga uma estrada e casas sendo levadas por uma inundação. A legenda afirma: “enchente capturada por câmera de segurança - RS”. É falso. A gravação não foi feita no Rio Grande do Sul, mas no Japão, em 2011, durante um tsunami registrado após um terremoto.

Evelyn Fagundes
21.05.2024 - 17h44
Rio Grande do Sul
É falso que ministro Paulo Pimenta não bebeu água de purificador enviado ao RS

Circula pelas redes sociais que o ministro Paulo Pimenta, da Secretaria de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, não bebeu a água filtrada por um dos purificadores enviados pelo governo federal ao Rio Grande do Sul. É falso. O vídeo  omite o trecho no qual o ministro aparece de fato bebendo água.

Catiane Pereira
21.05.2024 - 14h39
Política
Falta contexto ao post sobre deputados gaúchos que votaram contra anistia da dívida do Estado

Post alega que sete deputados RS votaram contra uma emenda que anistiava as parcelas da dívida do Estado pelos próximos 36 meses. Falta contexto. Os parlamentares votaram contra duas emendas nesse sentido, mas votaram a favor do projeto que permitirá ao Estado direcionar cerca de R$ 11 bilhões para ações de reconstrução.

Maiquel Rosauro
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital