UOL - O melhor conteúdo
Lupa
Número de mortes por Covid-19 no Ceará não caiu por causa de ‘operação da PF’
28.05.2020 - 18h19
Rio de Janeiro - RJ
Circula nas redes sociais que o número de mortes no Ceará caiu 90% em dois dias, depois da ‘chegada da Polícia Federal’. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:
“Números de mortes no Ceará cai 90 em dois dias”
Texto de imagem que, até às 13h do dia 28 de maio de 2020, tinha sido compartilhado por mais de 500 pessoas no Facebook
Exagerado
Os dados do Ministério da Saúde mostram que o número registrado de novos óbitos caiu 60% no Ceará na comparação entre os dias 25, data em que a Polícia Federal (PF) realizou operação no estado, e 27 de maio de 2020 – e não 90%. No dia 25, foram registradas 169 mortes, enquanto no dia 27, foram 68.
Contudo, é importante destacar que o número de registros diários de mortes por Covid-19 costuma oscilar bastante no Ceará, e esse tipo de variação não é incomum. Entre os dias 21 e 23, por exemplo, o número de mortes caiu 78%: de 261 para 57. No dia seguinte, um domingo, foram apenas 16. No dia 25, o total de registros subiu de novo para 169. Isso tem a ver com o ritmo de trabalho das autoridades de saúde, e não com o número de mortes em si. Veja os dados completos aqui.
Desde o início da pandemia, o Ceará registrou 2.671 mortes pela doença.

“(…) [número de mortes caiu no Ceará] Depois da chegada de um novo remédio conhecido como (PF) sem contra indicação, tai um remédio melhor que cloroquina”
Texto de imagem que, até às 13h do dia 28 de maio de 2020, tinha sido compartilhado por mais de 500 pessoas no Facebook
Falso
A assessoria de imprensa da Polícia Federal informou que não tem registro de uma operação realizada pelo órgão para investigar os óbitos por Covid-19 no Ceará. A PF disse ainda que todas as ações realizadas ficam disponíveis na Agência de Notícias. A Lupa analisou o site e não localizou uma operação com o objetivo de investigar o registro de óbitos por Covid-19 no Ceará.
O que, de fato, aconteceu foi uma operação para investigar supostas irregularidades na aquisição de respiradores pela administração municipal de Fortaleza. Em parceria com o Ministério Público Federal e a Controladoria-Geral da União, o órgão está apurando o desvio de recursos públicos em dois procedimentos de dispensa de licitação da Secretaria Municipal de Saúde em Fortaleza.
Em seu site, o órgão informa que está investigando a “contratação de uma empresa paulista de duvidosa capacidade técnica e financeira para entrega dos equipamentos”. Ou seja, essa operação não visa investigar os registros de mortes da doença no estado.
Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


12.04.2024 - 17h28
Eleições
Musk não entregou aos EUA provas de interferência de Moraes nas eleições

Publicação nas redes sociais alega que Elon Musk entregou às autoridades dos Estados Unidos documentos evidenciando a interferência do ministro Alexandre de Moraes, do STF, nas eleições de 2022. É falso. Não há nenhum registro sobre o fato. Além disso, um especialista em Direito Constitucional afirma que tal ação não teria efeito prático no Brasil.

Maiquel Rosauro
12.04.2024 - 17h02
Política
É falso que Elon Musk conseguiu o impeachment de Alexandre de Moraes

Circula nas redes um vídeo do deputado federal Gustavo Gayer (PL-GO), que estaria comemorando o impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, após o empresário Elon Musk pedir o afastamento do magistrado. É falso. O vídeo mostra Gayer comemorando a aprovação da PEC que limita decisões monocráticas no STF.

Catiane Pereira
12.04.2024 - 16h16
STF
É de 2016 vídeo sobre ação da PF que cita Alexandre de Moraes; caso foi arquivado

Circula nas redes um vídeo que mostra que o nome do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes apareceu em documentos apreendidos pela PF de uma empresa investigada em esquema de fraude. Falta contexto. O vídeo é antigo, de 2016. Pagamentos à firma de Moraes foram para honorários advocatícios. O caso foi arquivado.

Ítalo Rômany
12.04.2024 - 15h13
Política
É falso que Moraes tenha ‘censurado’ o jornalista Augusto Nunes

Circula nas redes sociais um vídeo em que um homem alega que o jornalista Augusto Nunes teria sido censurado pelo Supremo Tribunal Federal em um processo liderado pelo ministro Alexandre de Moraes. É falso. A Suprema Corte negou que exista uma decisão desse gênero em vigor.


Evelyn Fagundes
12.04.2024 - 14h21
Política
É antigo vídeo no qual Cármen Lúcia fala sobre liberdade de expressão

Um vídeo no qual a vice-presidente do TSE, Cármen Lúcia, fala sobre ‘censura’ em uma sessão da corte circula com uma legenda que insinua que ela estaria se posicionando contra o ministro Alexandre de Moraes em sua disputa com o empresário Elon Musk. É falso. O vídeo é de 2022. A sessão do TSE tratou sobre desmonetização de canais no YouTube.

Catiane Pereira
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital