UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É falso que Hospital de Campanha do Anhembi, em SP, está vazio
05.06.2020 - 13h34
Rio de Janeiro - RJ
Circula pelas redes sociais um vídeo com a afirmação de que o interior do Hospital Municipal de Campanha do Anhembi, em São Paulo, está vazio. A construção emergencial foi feita para tratar pacientes de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Durante 3 minutos e 40 segundos, as imagens também mostram leitos inacabados e aparelhos desativados, em uma grande área desocupada. Um homem de máscara circula pelo local e, enquanto são mostradas as cenas, critica o gasto público feito com a unidade de saúde. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:
“Inacreditável, o Hospital de Campanha do Anhembi VAZIO!!! NOSSO dinheiro !!!”Legenda de vídeo publicado no Facebook que, até as 12h de 5 de junho de 2020, tinha mais de 1,5 mil compartilhamentos
Falso
A informação analisada pela Lupa é falsa. O Hospital Municipal de Campanha do Anhembi não está vazio. A unidade de saúde contava com 407 pacientes internados em 4 de junho de 2020 – data em que foi gravado o vídeo –, segundo a edição 70 do Boletim Diário Covid-19 da prefeitura de São Paulo. O local esperava receber mais 55 pacientes naquele dia, transferidos de outros hospitais. Como funciona a portas fechadas, o Anhembi só atende pessoas enviadas por outras unidades com Covid-19, para evitar que esses lugares atinjam a sua lotação máxima. O hospital de campanha também registrava 2.816 altas acumuladas desde que começou a funcionar, em 11 de abril.
A gravação que circula pelas redes sociais mostra uma ala ainda desocupada do Anhembi. A capacidade total da unidade pode chegar a 1.800 leitos, mas os espaços só serão ocupados e ativados se houver demanda. O vídeo analisado pela Lupa é um trecho curto de uma visita feita pelo deputado estadual Coronel Telhada (PP-SP), ao lado de outros parlamentares, ao hospital. Na gravação original – disponível em duas partes no YouTube (1 e 2) , que somam 1 hora –, ele mostra também a ala que está ocupada por pacientes e em nenhum momento diz que toda a unidade está vazia.
O trecho analisado pela Lupa foi extraído da segunda parte. “O que o pessoal está apavorado aqui é que nós vamos mostrar que não tem ninguém nessa ala. É só justificar: ‘Não tem ninguém porque não precisou’ ou ‘Não tem ninguém porque já passou gente’. Mas o problema não é só não ter ninguém. O problema é que não tem cama, não tem equipamentos, não tem respirador, não tem nada”, diz Telhada, no início do vídeo original. Essa parte foi excluída da gravação que circula pelas redes sociais. Aos 14 minutos da segunda parte, Telhada começa a mostrar a ala ocupada do hospital.
Também participaram da mesma visita os deputados estaduais Adriana Borgo (PROS-SP), Marcio Nakashima (PDT-SP), Leticia Aguiar (PSL-SP) e Sargento Neri (Avante-SP). Em nota, a prefeitura de São Paulo afirmou que os parlamentares invadiram o hospital de campanha e colocaram em risco a própria saúde e a dos pacientes internados, por não estarem com equipamentos de proteção individual. “Além da invasão e das atitudes violentas, os parlamentares filmaram as alas do HMCamp do Anhembi que ainda não foram ativadas, mas que estão prontas para serem colocadas em funcionamento caso seja necessário”, diz o texto. Telhada contestou, em vídeo, a nota da prefeitura, dizendo que foram feitas acusações caluniosas e mentirosas a ele e aos outros parlamentares.
Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


14.07.2024 - 18h09
Internacional
É falso que senador Randolfe Rodrigues se solidarizou com homem que atirou em Donald Trump

Post alega que o senador Randolfe Rodrigues se solidarizou com o homem morto pela polícia após tentar assassinar o ex-presidente e candidato à presidência dos EUA Donald Trump. A publicação exibe um print do X do parlamentar com a mensagem. É falso. Não há indício de que Randolfe tenha feito o post. A página que fez a alegação deletou a postagem.

Maiquel Rosauro
14.07.2024 - 17h18
Eleições nos EUA
É falso que foto comprova que Trump foi baleado no peito em atentado

Circula nas redes sociais e no WhatsApp uma imagem que sugere que o ex-presidente dos Estados Unidos e atual candidato republicano Donald Trump também teria levado um tiro no peito durante atentado na Pensilvânia. É falso. Na verdade, o suposto buraco de bala não passa de uma dobra no casaco de um dos agentes do Serviço Secreto que o protegeram.

Cristina Tardáguila
14.07.2024 - 17h08
Eleições nos EUA
Homem de touca em foto não é atirador de atentado contra Trump; trata-se de jornalista italiano

Circula nas redes post que diz que a pessoa que tentou assassinar o ex-presidente Donald Trump é Mark Violets, membro de um grupo antifacista. O post inclui uma foto do suposto acusado.. É falso. A imagem que circula é do jornalista italiano Marco Violi. O FBI afirma que a autoria dos tiros é de Thomas Crooks. Portanto, trata-se de pessoas distintas.

Ítalo Rômany
10.07.2024 - 17h34
Política
Vídeo de Lula assumindo que levou 11 contêineres de acervo é anterior a decisão do TCU sobre presentes

Circula nas redes post afirmando que o presidente Lula saiu da Presidência com 11 contêineres de acervo, sem devolver os presentes recebidos. Falta contexto. À época, havia um entendimento de que o acervo deveria ser preservado pelos ex-presidentes. Somente após acórdão do TCU, em setembro de 2016, é que o petista devolveu os presentes.

Ítalo Rômany
10.07.2024 - 17h13
Política
Janja não disse que aumento do preço da gasolina é para os veículos e não para os motoristas. É uma sátira

Post alega que a primeira dama Janja da Silva disse que o aumento no preço da gasolina é para veículos, não para motoristas. A frase remetida à Janja está presente em uma captura de tela que possui o layout do g1. É falso. Janja não disse a frase. A arte presente no post é uma sátira inspirada em um antigo comentário de Janja sobre importações.

Maiquel Rosauro
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital