UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É falsa informação de que a China comprou multinacionais durante pandemia da Covid-19
18.06.2020 - 18h29
Rio de Janeiro - RJ
Circula nas redes sociais que, enquanto o mundo está em quarentena, a China fez importantes negócios para comprar grandes multinacionais, como a Volvo, Pirelli, Thomas Cook e parte da Mercedes-Benz. A legenda sugere que a pandemia foi pretexto para que a China concretizasse negócios mais facilmente. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:
“Enquanto o mundo está de quarentena, a China compra Volvo, Pirelli, Thomas Cook e parte da Mercedes Benz. Entenderam a pandemia?”
Legenda de imagem publicada no Facebook que, até as 16h30 do dia 18 de junho de 2020, tinha sido compartilhada por mais de 11 mil pessoas
Falso
A informação analisada pela Lupa é falsa. As empresas citadas no post (Volvo, Pirelli, Thomas Cook e Mercedes-Benz) tiveram parte das ações compradas, ou foram adquiridas na sua totalidade, por empresas chinesas. Entretanto, todas as negociações foram feitas antes da pandemia da Covid-19.
A montadora sueca Volvo, que pertencia à Ford, foi adquirida em 2010 pela fabricante chinesa de carros Geely, em um negócio em torno de 1,8 bilhões de dólares. Na época, foi considerada a maior aquisição feita por uma montadora de veículos estrangeira no país asiático. A informação foi anunciada pela própria Volvo, em um comunicado enviado à imprensa. O anúncio também foi feito em diversos veículos e agências de notícias pelo mundo, a exemplo do The New York Times, Financial Times e Reuters.
Em relação à fabricante italiana de pneus Pirelli, parte dela foi adquirida pela companhia estatal ChemChina (China National Chemical Corp), empresa especializada no setor químico, no ano de 2015. O investimento correspondeu inicialmente a 26,2% das ações da empresa italiana, pertencentes à holding Camfin.
A operadora britânica de turismo Thomas Cook foi comprada pelo conglomerado turístico chinês Fosun por 11 milhões de libras, em novembro de 2019. A Thomas Cook tinha 178 anos e entrou em colapso em setembro do ano passado. A Fosun já era acionista, com uma posição superior a 18%, da Thomas Cook, segundo reportagem da Reuters.
Por último, a chinesa Baic (Beijing Automotive Group) comprou participação de 5% do Grupo Daimler, dono da Mercedes-Benz, pelo valor de 2,5 bilhões de euros, em julho de 2019. No início de 2018, a Geely (a mesma empresa chinesa que adquiriu a Volvo em 2010) já tinha comprado quase 10% de participação na montadora alemã por 9 bilhões de dólares.
Essa informação também foi checada pelo Boatos.org e Observador.
Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


20.02.2024 - 16h47
Política
Paulo Pimenta não admitiu fraude ao dizer que Lula venceu eleição com 39% dos votos

Circula na internet um vídeo no qual o ministro-chefe da Secom, Paulo Pimenta, afirma que o presidente Lula ganhou as eleições de 2022 com 39% dos votos. Falta contexto. Pimenta considerou o universo total de eleitores, cálculo diferente do adotado pelo TSE, que exclui brancos, nulos e ausentes.

Gabriela Soares
20.02.2024 - 16h20
Política
Torcidas organizadas de SP não vão realizar ato em confronto com evento de Bolsonaro

Circula nas redes sociais post que afirma que torcidas organizadas de São Paulo estão organizando um ato pela democracia no mesmo dia em que o ex-presidente Jair Bolsonaro realizará manifestação na avenida Paulista. É falso. Torcidas negaram qualquer convocação para confronto com bolsonaristas

Ítalo Rômany
19.02.2024 - 19h50
Política
É falso que Infraero e Anac confirmaram pouso de Trump em Guarulhos no dia de ato bolsonarista

Circula nas redes sociais uma suposta notícia afirmando que a Infraero e a Anac teriam confirmado que o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump teria um pouso agendado no Aeroporto Internacional de Guarulhos para o dia 25 de fevereiro. É falso. Ambas as organizações negaram que emitiram tal informação.


Evelyn Fagundes
19.02.2024 - 18h10
Política
É antiga foto que mostra Eduardo Paes ajoelhado próximo a Sérgio Cabral na Sapucaí

Post insinua que o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e o prefeito da capital fluminense, Eduardo Paes, se encontraram na Marquês de Sapucaí no carnaval deste ano. Falta contexto. As imagens que mostram os dois durante a festividade são antigas e foram relembradas recentemente por Cabral em sua conta no Instagram.

Catiane Pereira
19.02.2024 - 17h31
Meio ambiente
Vídeo de extração de madeira é antigo e não tem relação com governo Lula

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra caminhões carregando toras de madeira extraídas de uma área florestal. Segundo a legenda que acompanha o conteúdo, a gravação teria sido feita recentemente, durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). É falso. A Lupa identificou o mesmo vídeo em uma publicação feita no YouTube em 2018.

Evelyn Fagundes
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital