UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É falso que Xiaomi e Samsung estejam doando celulares a estudantes em isolamento por causa da Covid-19
01.07.2020 - 18h08
Rio de Janeiro - RJ
Circula no Facebook uma suposta promoção de smartphones da marca chinesa Xiaomi. Segundo a publicação, que utiliza o logotipo da Xiaomi no perfil, a proposta é ajudar estudantes que precisam de um celular para estudar, e que não estão tendo acesso às aulas por causa da pandemia da Covid-19. As primeiras 2.500 pessoas que conseguirem escrever letra por letra “G_A_N_A_R” nos comentários, sem serem interrompidos por outros usuários, ganhariam o aparelho. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:
“BEM-VINDO!!! queremos ajudar os alunos que precisam de um celular para estudar devido a pandemia de Covid19. As primeiras 2.500 pessoas neste grupo que escreverem letra por letra “G_A_N_A_R” sem serem interrompidas por outros concorrentes receberão telefones móveis xiaomi. GANHE UM TELEFONE MÓVEL PARA SUAS ESTUDANTES E CRIANÇAS”
Legenda de imagem publicada no Facebook que, até as 17h30 do dia 01 de julho de 2020, tinha sido compartilhada por mais de 990 pessoas
Falso
A informação analisada pela Lupa é falsa. Por meio de nota, a assessoria de marketing da empresa Xiaomi no Brasil informou que a promoção não está sendo realizada pela marca e “trata-se de um terceiro utilizando-a sem a nossa autorização”. Além disso, a conta oficial da empresa Xiaomi Brasil no Facebook é outra. Não há na página nenhuma promoção semelhante.
Nos comentários da publicação da promoção, usuários disseram que, após conseguir o “feito” de comentar as letras “G_A_N_A_R” sem ser interrompido por outro usuário, o perfil entrou em contato. Nas mensagens enviadas, para “ganhar” o celular da Xiaomi, é preciso ainda fazer compartilhamentos de outros posts em diversos grupos para obter o prêmio. Isso “provaria” que o vencedor do smartphone não seria um “robô” e estaria apto a ganhar o brinde. Os prints desses comentários podem ser conferidos aqui, aqui e aqui.
Golpes semelhantes já foram verificados pela Lupa. O modelo era similar: uma página suspeita publicava um post ofertando vagas de emprego, iPhones ou produtos de higiene e solicitava contato através da caixa de comentários do post. Após comentar, o usuário era recebia uma mensagem da página. Essas mensagens direcionavam o usuário para uma versão falsa do Facebook, na qual era encorajado a colocar sua senha e seu login. Assim, esses dados eram roubados.

“BEM-VINDO,!
Queremos ajudar os alunos que precisam de um celular para estudar devido à pandemia de Covid19.
As primeiras 20,000 pessoas neste grupo que escreverem letra por letra ′′ SAMSUNG ′′ sem serem interrompidas por outros concorrentes receberão TELEFONES MÓVEIS SAMSUNG”
Imagem publicada no Facebook que, até o dia 6 de junho de 2020, tinha sido compartilhada por mais de 700 pessoas
Falso
A informação analisada pela Lupa também é falsa. Assim como no post verificado acima, as publicações oferecendo smartphones Samsung para estudantes durante a pandemia são tentativas de golpe. Em nota, a assessoria de imprensa da Samsung informou que a empresa “não realiza sorteios e não solicita dados pessoais fora de suas páginas oficiais”.
Atualização às 16h30 do dia 6 de junho de 2020: O texto e o título desta checagem foram atualizados para incluir informações sobre uma falsa promoção da Samsung.
Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


19.06.2024 - 17h48
Tecnologia
É falso que Starlink controla desde tornozeleiras eletrônicas até GPS

Post alega que a Starlink controla tornozeleiras eletrônicas; GPS; sistemas de navegação por satélites; comunicações e armamentos das Forças Armadas. É falso. A Starlink é uma empresa que oferece conexão à internet via satélite.

Maiquel Rosauro
19.06.2024 - 17h30
Cultura
Performances com terra, tinta e manteiga em vídeo viral não foram financiadas com impostos do Brasil

Post traz um vídeo com cinco apresentações artísticas. A legenda que acompanha a publicação alega que as performances foram pagas com impostos, o que dá a entender que foram realizadas no Brasil. É falso. As cinco cenas foram gravadas no exterior e não tiveram financiamento de leis de incentivo à cultura do país.

Maiquel Rosauro
19.06.2024 - 13h09
Enchentes
Caminhões em vídeo não levavam doações de Bolsonaro para Caxias do Sul

Circula nas redes um vídeo de três caminhões escoltados por carros do Batalhão de Polícia de Choque de Caxias do Sul (RS). Segundo a legenda da publicação, os veículos transportavam mantimentos enviados pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) para a cidade. É falso. Os caminhões transportavam materiais para a Brigada Militar.


Gabriela Soares
19.06.2024 - 12h36
Política
Deputado de PL do Aborto mente sobre venda de fetos para fazer cosméticos

 Em vídeo, o deputado federal Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), que é um dos autores do Projeto de Lei 1904/2024, conhecido como PL do Aborto, afirma que a indústria utiliza fetos humanos na produção de cosméticos. É falso. O deputado utilizou informações falsas para embasar seu argumento.

Gabriela Soares
19.06.2024 - 11h51
Rio Grande do Sul
É falso que barragem rompeu em São Leopoldo, no RS, em maio

Vídeo alega que uma barragem rompeu em São Leopoldo e que prefeituras locais processaram pessoas por alertar contra a catástrofe. É falso. São Leopoldo não possui uma barragem hidrelétrica, mas um sistema de diques. O vídeo mostra um dique que extravasou. A Prefeitura afirma que não processou ninguém sobre avisos quanto às cheias.

Maiquel Rosauro
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital