UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É falso que detentos soltos por causa da Covid-19 cometeram 13,9% dos homicídios em abril
08.07.2020 - 15h53
Rio de Janeiro - RJ
Circula nas redes sociais que detentos que foram libertados provisoriamente por causa da pandemia de Covid-19 cometeram 13,9% dos homicídios no mês de abril. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:
“Quer dizer que os presos soltos pelo Covid-19 já correspondem a 13,9% dos homicídios em abril? Alguém avisa aos iluminados governadores dos estados e ministros do Supremo, que os presos soltos pelo Covid-19 já matam mais do que o Covid-19. Espero ter ajudado!”
Imagem em post publicado no Facebook que, até as 14h de 8 de julho de 2020, tinha sido compartilhado por cerca de 500 pessoas
Falso
A informação analisada pela Lupa é falsa. Não existe nenhuma compilação estatística nacional sobre a autoria de homicídios, visto que, na maioria dos casos, o autor não é conhecido. O número citado nessa peça de desinformação, de 13,9%, refere-se, na verdade, às vítimas de homicídios no Rio Grande do Sul, segundo reportagem do portal UOL, e não aos autores dos crimes.
Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, 22 detentos soltos provisoriamente por causa das medidas preventivas contra a Covid-19 foram mortos após deixar a cadeia, entre os dias 1º e 28 de abril. Esse número corresponde a 13,9% do total de mortes violentas no estado nesse período.
O porcentual de homicídios esclarecidos no Brasil, embora não haja estudos nacionais sobre o tema, é sabidamente baixo. Em 2018, por exemplo, a Lupa analisou todos os casos de 2016 no Rio de Janeiro, e verificou que apenas 6,5% dos homicídios no estado resultaram em ação penal. Estudo do Instituto Sou da Paz, feito em São Paulo em 2013, chegou a conclusão similar: 79% dos homicídios não tinham um autor conhecido. Também em 2013, série de reportagens da Gazeta do Povo mostrou que 77% dos assassinatos em Curitiba ocorridos entre 2004 e 2013 não resultaram em processo. Portanto, não é possível saber com precisão quem são os autores dos homicídios cometidos há alguns meses, e muito menos quantos deles são pessoas que saíram recentemente da prisão.
Vale pontuar que, segundo dados do Ministério da Saúde, a Covid-19 foi responsável, em pouco mais de três meses, por 66.741 mortes em solo brasileiro. Em 2017, a violência fez 64.078 vítimas – naquele ano houve o maior número absoluto de mortes violentas intencionais na série histórica do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.
Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


22.05.2024 - 12h12
Enchentes no RS
Exército não montou tendas para atender equipe do Jornal Nacional no RS

Circula nas redes o trecho de podcast em que voluntários no RS afirmam que o Exército montou duas tendas para atender exclusivamente a equipe do Jornal Nacional. É falso. As tendas foram montadas para apoiar as vítimas das enchentes, e a imprensa apenas acompanhou o processo. Em vídeo, as voluntárias esclareceram o engano. 


Gabriela Soares
22.05.2024 - 11h42
Enchentes no RS
É falso que avião da Força Aérea dos EUA pousou no RS com toneladas de doações

Circula pelas redes sociais um vídeo afirmando que uma aeronave da Força Aérea dos EUA (USAF) pousou no Rio Grande do Sul com toneladas de donativos. É falso. O consulado americano e a embaixada dos Estados Unidos desmentiram o boato.


Gabriela Soares
21.05.2024 - 18h50
Rio Grande do Sul
Não é do RS vídeo viral de enchente que invade estrada; imagens são do Japão

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra carros desviando de uma enxurrada que alaga uma estrada e casas sendo levadas por uma inundação. A legenda afirma: “enchente capturada por câmera de segurança - RS”. É falso. A gravação não foi feita no Rio Grande do Sul, mas no Japão, em 2011, durante um tsunami registrado após um terremoto.

Evelyn Fagundes
21.05.2024 - 17h44
Rio Grande do Sul
É falso que ministro Paulo Pimenta não bebeu água de purificador enviado ao RS

Circula pelas redes sociais que o ministro Paulo Pimenta, da Secretaria de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, não bebeu a água filtrada por um dos purificadores enviados pelo governo federal ao Rio Grande do Sul. É falso. O vídeo  omite o trecho no qual o ministro aparece de fato bebendo água.

Catiane Pereira
21.05.2024 - 14h39
Política
Falta contexto ao post sobre deputados gaúchos que votaram contra anistia da dívida do Estado

Post alega que sete deputados RS votaram contra uma emenda que anistiava as parcelas da dívida do Estado pelos próximos 36 meses. Falta contexto. Os parlamentares votaram contra duas emendas nesse sentido, mas votaram a favor do projeto que permitirá ao Estado direcionar cerca de R$ 11 bilhões para ações de reconstrução.

Maiquel Rosauro
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital