UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É falso que STF impediu obrigatoriedade da vacinação contra sarampo para imigrantes venezuelanos
18.12.2020 - 21h13
Rio de Janeiro - RJ
Circula nas redes sociais que o Supremo Tribunal Federal (STF), a pedido do PSOL, impediu que o Ministério da Saúde instituísse a obrigatoriedade da vacinação contra sarampo para venezuelanos que imigravam para o Brasil, em 2018. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:
“Há 2 anos qdo o Ministério da Saude tentou obrigar os imigrantes venezuelanos a se vacinarem contra sarampo, pra entrarem no Brasil pela fronteira em Roraima , ocorreu aquela gritaria de Psol e companhia, e o Stf impediu alegando que é inconstitucional obrigar alguém a tomar vacina.”
Texto que acompanha imagem publicada no Facebook que, até as 18h30 do dia 18 de dezembro de 2020, tinha sido compartilhada por mais de 3,9 mil pessoas
Falso
A informação analisada pela Lupa é falsa. O Supremo Tribunal Federal (STF) não impediu que o Ministério da Saúde instituísse a vacinação contra o sarampo aos imigrantes venezuelanos. A assessoria de imprensa do STF informou por e-mail que não foi encontrado nenhum registro de processo ou decisão sobre o tema. A assessoria de imprensa do PSOL, por sua vez, declarou que o partido jamais defendeu pauta contrária à vacinação obrigatória de sarampo, e não apresentou qualquer ação para impedir aplicação de vacina em venezuelanos que ingressavam no Brasil. Por fim, a imunização contra sarampo já era — e continua sendo — obrigatória para imigrantes.
A peça de desinformação cita como “fonte” uma reportagem da Agência Brasil, publicada em 14 de agosto de 2018. Contudo, o texto da agência não fala nada sobre o STF ou sobre o PSOL. Tudo o que a matéria diz, na verdade, é que o Ministério da Saúde estava estudando publicar uma nota técnica recomendando que a vacinação fosse obrigatória para todos os venezuelanos que ingressavam no país.
A reportagem aponta ainda que, na época, a vacinação contra o sarampo já era obrigatória para venezuelanos que pretendiam residir ou pedir asilo no Brasil. O governo pretendia estender a obrigatoriedade para todos, incluindo turistas ou pessoas viajando a trabalho.
Em 2018, houve um surto de sarampo na Venezuela. Até junho daquele ano, 1.427 casos tinham sido registrados. Esse surto teve impacto no Brasil, com pelo menos 84 casos sendo registrados em Roraima até aquele momento.
A vacinação obrigatória é prevista em lei no Brasil desde 1904, quando o presidente Rodrigues Alves sancionou a Lei nº 1.261/1904, que tornava obrigatória a imunização contra a varíola. Em 1975, a Lei nº 6.259/1975 instituiu o Programa Nacional de Imunização, que prevê um conjunto de vacinas obrigatórias. A lei foi regulamentada pelo decreto nº 78.231/1975.
Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


22.05.2024 - 12h12
Enchentes no RS
Exército não montou tendas para atender equipe do Jornal Nacional no RS

Circula nas redes o trecho de podcast em que voluntários no RS afirmam que o Exército montou duas tendas para atender exclusivamente a equipe do Jornal Nacional. É falso. As tendas foram montadas para apoiar as vítimas das enchentes, e a imprensa apenas acompanhou o processo. Em vídeo, as voluntárias esclareceram o engano. 


Gabriela Soares
22.05.2024 - 11h42
Enchentes no RS
É falso que avião da Força Aérea dos EUA pousou no RS com toneladas de doações

Circula pelas redes sociais um vídeo afirmando que uma aeronave da Força Aérea dos EUA (USAF) pousou no Rio Grande do Sul com toneladas de donativos. É falso. O consulado americano e a embaixada dos Estados Unidos desmentiram o boato.


Gabriela Soares
21.05.2024 - 18h50
Rio Grande do Sul
Não é do RS vídeo viral de enchente que invade estrada; imagens são do Japão

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra carros desviando de uma enxurrada que alaga uma estrada e casas sendo levadas por uma inundação. A legenda afirma: “enchente capturada por câmera de segurança - RS”. É falso. A gravação não foi feita no Rio Grande do Sul, mas no Japão, em 2011, durante um tsunami registrado após um terremoto.

Evelyn Fagundes
21.05.2024 - 17h44
Rio Grande do Sul
É falso que ministro Paulo Pimenta não bebeu água de purificador enviado ao RS

Circula pelas redes sociais que o ministro Paulo Pimenta, da Secretaria de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, não bebeu a água filtrada por um dos purificadores enviados pelo governo federal ao Rio Grande do Sul. É falso. O vídeo  omite o trecho no qual o ministro aparece de fato bebendo água.

Catiane Pereira
21.05.2024 - 14h39
Política
Falta contexto ao post sobre deputados gaúchos que votaram contra anistia da dívida do Estado

Post alega que sete deputados RS votaram contra uma emenda que anistiava as parcelas da dívida do Estado pelos próximos 36 meses. Falta contexto. Os parlamentares votaram contra duas emendas nesse sentido, mas votaram a favor do projeto que permitirá ao Estado direcionar cerca de R$ 11 bilhões para ações de reconstrução.

Maiquel Rosauro
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital