UOL - O melhor conteúdo
Lupa
Imagens de corpos em sacos plásticos são manequins usados em videoclipe de rapper russo
30.03.2021 - 18h42
Rio de Janeiro - RJ
Circula nas redes sociais um vídeo que mostra diversos manequins em sacos plásticos dentro de um caminhão de lixo. Quando se olha atentamente, um deles se mexe e fuma um cigarro. Segundo a publicação, as imagens dos supostos ‘corpos’, na verdade, são um retrato da ‘fraudemia’ da Covid-19 – ou seja, os óbitos causados pela doença seriam uma farsa. A postagem diz ainda que o registro é uma tática da mídia para “gerar medo no povo”. Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação:
“Preparando a cena terrível de mortos para gravar, só não esperavam um dos mortos da fraudemia estar fumando ? isso para gerar medo no povo”
Texto que acompanha vídeo compartilhado no WhatsApp
Falso
A informação analisada pela Lupa é falsa. O vídeo que circula nas redes sociais é um registro de uma das cenas do videoclipe Ever, do rapper russo Husky, filmado em Moscou. Nas cenas, são utilizados manequins em sacos plásticos, como explica uma reportagem publicada pelo canal russo REN TV. Além disso, a publicação original é de uma conta do TikTok que traz a seguinte legenda: “Gravando o vídeo Husky – Ever # Husky # rapper husky # backstage # como filmar # atirando # nos bastidores # recomendações # hotevrek # rivers # husky”.
Um post no Facebook feito pelo meio de comunicação russo Mash, em 4 de setembro de 2020, mostra diversas imagens dos bastidores do videoclipe do rapper. Entre elas, a de um caminhão cheio de corpos em sacos plásticos, com os mesmos detalhes das imagens que estão circulando nas redes sociais, a exemplo do rapaz com a jaqueta colorida e boné azul (compare aqui e aqui), as janelas dos prédios (aqui e aqui) e o próprio caminhão (aqui e aqui).
A reportagem do canal russo REN TV afirma que o videoclipe foi gravado no Instituto Regional de Pesquisas Clínicas de Moscou. O produtor do vídeo Mikhail Marizov explicou à reportagem que manequins foram usados ​​no trabalho. Mas não deu detalhes da proposta. “Acho estúpido divulgar a ideia agora. Vocês verão a ideia quando o vídeo estrear”. O videoclipe estreou em 26 de setembro de 2020. O caminhão, cheio de corpos em sacos pretos, aparece no final do registro.
Uma checagem similar feita pela AFP mostra que cenas desse videoclipe deram origem a outros boatos. Entre eles, a informação de que 200 corpos de vítimas da Covid-19 foram jogados em um caminhão de lixo na Rússia.
Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco pelo número +55 21 99193-3751.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


12.04.2024 - 17h28
Eleições
Musk não entregou aos EUA provas de interferência de Moraes nas eleições

Publicação nas redes sociais alega que Elon Musk entregou às autoridades dos Estados Unidos documentos evidenciando a interferência do ministro Alexandre de Moraes, do STF, nas eleições de 2022. É falso. Não há nenhum registro sobre o fato. Além disso, um especialista em Direito Constitucional afirma que tal ação não teria efeito prático no Brasil.

Maiquel Rosauro
12.04.2024 - 17h02
Política
É falso que Elon Musk conseguiu o impeachment de Alexandre de Moraes

Circula nas redes um vídeo do deputado federal Gustavo Gayer (PL-GO), que estaria comemorando o impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, após o empresário Elon Musk pedir o afastamento do magistrado. É falso. O vídeo mostra Gayer comemorando a aprovação da PEC que limita decisões monocráticas no STF.

Catiane Pereira
12.04.2024 - 16h16
STF
É de 2016 vídeo sobre ação da PF que cita Alexandre de Moraes; caso foi arquivado

Circula nas redes um vídeo que mostra que o nome do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes apareceu em documentos apreendidos pela PF de uma empresa investigada em esquema de fraude. Falta contexto. O vídeo é antigo, de 2016. Pagamentos à firma de Moraes foram para honorários advocatícios. O caso foi arquivado.

Ítalo Rômany
12.04.2024 - 15h13
Política
É falso que Moraes tenha ‘censurado’ o jornalista Augusto Nunes

Circula nas redes sociais um vídeo em que um homem alega que o jornalista Augusto Nunes teria sido censurado pelo Supremo Tribunal Federal em um processo liderado pelo ministro Alexandre de Moraes. É falso. A Suprema Corte negou que exista uma decisão desse gênero em vigor.


Evelyn Fagundes
12.04.2024 - 14h21
Política
É antigo vídeo no qual Cármen Lúcia fala sobre liberdade de expressão

Um vídeo no qual a vice-presidente do TSE, Cármen Lúcia, fala sobre ‘censura’ em uma sessão da corte circula com uma legenda que insinua que ela estaria se posicionando contra o ministro Alexandre de Moraes em sua disputa com o empresário Elon Musk. É falso. O vídeo é de 2022. A sessão do TSE tratou sobre desmonetização de canais no YouTube.

Catiane Pereira
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital