UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É falso que Bolsonaro criou ‘fábrica da tecnologia 5G’ no Brasil
20.04.2021 - 18h06
Rio de Janeiro - RJ
Circula pelas redes sociais que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) “‘surpreendeu o mundo mais uma vez” ao criar uma “fábrica da tecnologia 5G” no Brasil. A execução teria ocorrido em sigilo absoluto e acabado com a “polêmica” sobre a adoção de produtos com essa tecnologia feitos pela empresa chinesa Huawei. O 5G é o padrão mais avançado de transmissão de dados móveis, muito mais veloz do que as redes atualmente disponíveis no país. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:
“O Presidente da República, Jair Bolsonaro, SURPREENDE o mundo mais uma vez!… Primeiro foi a fábrica de vacinas construída em SIGILO ABSOLUTO… E agora, com mais uma SURPRESA FANTÁSTICA, também em sigilo, surge uma fábrica da TECNOLOGIA 5G, em solo brasileiro, frustrando e acabando com a polêmica de que o Brasil adotaria o 5G da HUAWEI Chinesa…”
Trecho de post publicado no Facebook que, até as 17h30 de 20 de abril de 2021, tinha 326 compartilhamentos
Falso
A informação analisada pela Lupa é falsa. A multinacional Ericsson não inaugurou uma “nova fábrica de 5G” no Brasil em março deste ano. O que foi inaugurado foi uma linha de produção de equipamentos de infraestrutura para a tecnologia 5G, chamados de rádio, dentro da sua unidade em São José dos Campos (SP). Não houve “sigilo” na obra: ela foi anunciada publicamente em 2019.
Além disso, a execução não contou com recursos do governo federal. Logo, não houve nenhuma influência do governo Bolsonaro para que o projeto saísse do papel. “Trata-se de uma iniciativa da Ericsson, sem qualquer financiamento público”, afirmou a assessoria de imprensa da companhia, em nota enviada por e-mail.
A Ericsson anunciou em 2019 que investiria R$ 1 bilhão em pesquisa, desenvolvimento e produção de 5G no Brasil entre 2020 e 2025. As redes desse tipo começaram a ser instaladas em vários países naquele ano. Segundo a assessoria de imprensa da empresa, a ideia é abastecer todos os mercados da América Latina com esses equipamentos. A multinacional prevê exportar 1 milhão de rádios 5G até 2025. O Brasil também deve vir a se tornar um dos consumidores desses produtos quando a tecnologia começar a ser adotada no país, o que deve ocorrer em 2022.
A implementação do 5G no país está atrasada e depende ainda da realização de um leilão das faixas de frequência disponíveis entre as operadoras de telefonia, que vão fornecer o serviço para a população. O governo federal promete fazer isso até junho deste ano. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou o edital com as regras da disputa em fevereiro. A execução do processo, no entanto, ainda depende de uma avaliação do Tribunal de Contas da União (TCU).
Entre os itens incluídos no leilão está a criação de uma rede privativa de comunicação para o governo federal, que deve seguir critérios específicos. As restrições impedem a chinesa Huawei, uma das principais fabricantes de equipamentos 5G do mundo, de executar esse trabalho. Ao contrário do que diz o post, a empresa, no entanto, poderá fornecer equipamentos para a montagem da infraestrutura das redes comerciais oferecidas pelas operadoras de telefonia no país. A Huawei é alvo de pressão dos Estados Unidos, que tentam fazer outros países não adotarem seus produtos, alegando falta de segurança. A acusação, no entanto, nunca foi comprovada.
O post cita, ainda, uma suposta “fábrica de vacinas [contra Covid-19] construída com sigilo absoluto”. Essa afirmação é completamente fantasiosa, e foi verificada pela Lupa em março.
Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


23.02.2024 - 18h09
Política
Lula lançou programa contra abuso infantil em Marajó (PA) antes de revogar projeto de Damares

Circula nas redes post que afirma que o presidente Lula revogou o programa Abrace o Marajó, da ex-ministra Damares Alves. Legendas sugerem que o governo atual, ao acabar com o projeto, está sendo omisso no combate à exploração sexual infantil na Ilha de Marajó (PA). Falta contexto. Governo lançou projeto similar antes de revogar ação anterior

Ítalo Rômany
23.02.2024 - 15h44
Política
É falso que general colocará 25 mil soldados na av. Paulista em apoio a ato de Bolsonaro

Circula nas redes um vídeo em que um homem afirma que um general do “20° Batalhão de Suprimento do Estado de São Paulo” teria afirmado que colocará 25 mil soldados em apoio ao ato de 25 de fevereiro convocado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro. É falso. O vídeo foi manipulado. No registro original, o homem informa que o conteúdo é falso.

Gabriela Soares
23.02.2024 - 13h57
Política
Vídeo de Bolsonaro erguendo cartaz ‘Globo Lixo’ é de 2021 e foi feito no Paraná, não em frente à PF

Circula nas redes sociais vídeo que, segundo legenda, mostraria o ex-presidente Jair Bolsonaro deixando a sede da PF, em Brasília, após prestar depoimento na quinta (22) sobre uma suposta tentativa de golpe de Estado. O registro mostra Bolsonaro levantando um cartaz com a frase “Globo lixo”. O vídeo é antigo. Imagens  são de 2021, em Cascavel (PR).

Ítalo Rômany
22.02.2024 - 12h27
Saúde
Brasileiro que testou ivermectina não foi premiado como ‘melhor médico cientista do mundo’

Circula no WhatsApp que um médico brasileiro teria ganhado o título de “Melhor Cientista Médico do Mundo” pelo teste com ivermectina para prevenir e tratar a Covid-19. É falso. O brasileiro foi condecorado por um grupo que defende tratamentos comprovadamente ineficazes. O estudo citado com ivermectina não comprovou a eficácia do antiparasitário.

Carol Macário
21.02.2024 - 20h28
Segurança pública
Fuga de 17 presos no Piauí foi em penitenciária estadual, não federal

Vídeo aborda as fugas de presos no Piauí e em Rondônia. Segundo o post, esses acontecimentos teriam relação com o ministro Ricardo Lewandowski, uma vez que, ainda neste mês, dois detentos fugiram da Penitenciária de Mossoró. É falso. Ao contrário da unidade de Mossoró, que é federal, as prisões do Piauí e de Rondônia são de administração estadual.

Evelyn Fagundes
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital