UOL - O melhor conteúdo
Lupa
Foto de manifestação com motos e parapentes foi tirada na Lituânia, não em ‘motociata’ de Bolsonaro
15.06.2021 - 14h20
Rio de Janeiro - RJ
Circula pelas redes sociais uma foto que mostra diversas motocicletas em uma rodovia, além de pessoas voando em parapentes. A publicação sugere que a cena foi registrada durante a “motociata” promovida pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no último sábado (12), em São Paulo. De acordo com a legenda, o ato promovido pelo chefe do Executivo não teve “depredação” e nem “drogados” porque se tratava de um evento da “direita”. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:
“Bunda de fora? Não teve! Depredação de patrimônio público? Não teve! Drogados? Não teve! Crucifixo no cool? Não teve! Sabe pq? Aqui é direita! É honestidade, é família, é amor, é Deus acima de todos!”Foto que circula pelo Facebook que, até as 11h20 de 15 de junho de 2021, tinha sido compartilhado 680 vezes
Falso
A fotografia analisada pela Lupa não foi tirada no Brasil e, sim, na Lituânia. Por meio de uma busca reversa, chega-se à imagem original, publicada pela primeira vez em 23 de agosto de 2020 no perfil no Twitter do canal bielarrusso NEXTA. Isso foi 10 meses antes do ato de Bolsonaro que reuniu motociclistas na capital paulista. Não há nenhum registro de participação de parapentistas ou paraquedistas no evento do último sábado (12).
A foto que viralizou como sendo atual foi tirada, na verdade, durante um protesto realizado no ano passado na fronteira entre os países Lituânia e Belarus, no Leste da Europa. Na ocasião, cerca de 50 mil pessoas participaram do ato em solidariedade aos bielorrussos, que na época protestavam contra o governo autoritário do país.
Ao comparar as fotos feitas durante o ato do dia 12 de junho por algumas avenidas da cidade de São Paulo, é possível notar diferenças como a paisagem, por exemplo. Enquanto que a passeata de Bolsonaro foi realizada em um trajeto urbano, onde é possível observar prédios no entorno, o protesto na Lituânia ocorreu em uma rodovia localizada em região rural, onde aparecem apenas áreas verdes próximas da estrada. Além disso, a vegetação é bastante diferente.
Um vídeo do canal Euronews, publicado em 24 de agosto do ano passado, mostra que além de motociclistas e parapentistas, os lituanos também participaram do ato a pé e em bicicletas. Outros detalhes, como as bandeiras da Lituânia (uma com as cores amarela, verde e vermelha e outra vermelha com o símbolo de cavaleiro no centro) que aparecem na estrada, à direita da imagem, também dão pistas de que a cena não foi registrada em São Paulo.
Vale pontuar que essa mesma foto foi divulgada no começo de maio deste ano em por perfis bolsonaristas como se tivesse sido tirada durante a inauguração de uma ponte em Porto Velho (RO). Na época, o conteúdo foi desmentido pelo Estadão Verifica, Fato ou Fake e pela AFP Checamos.
Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


21.02.2024 - 20h28
Segurança pública
Fuga de 17 presos no Piauí foi em penitenciária estadual, não federal

Vídeo aborda as fugas de presos no Piauí e em Rondônia. Segundo o post, esses acontecimentos teriam relação com o ministro Ricardo Lewandowski, uma vez que, ainda neste mês, dois detentos fugiram da Penitenciária de Mossoró. É falso. Ao contrário da unidade de Mossoró, que é federal, as prisões do Piauí e de Rondônia são de administração estadual.

Evelyn Fagundes
21.02.2024 - 16h42
Saúde
Repelente caseiro com cravo-da-índia, álcool e óleo corporal não tem eficácia contra dengue

Circula nas redes vídeo de um bombeiro ensinando uma receita de repelente caseiro com cravo-da-índia, álcool e óleo corporal para repelir o mosquito da dengue. Não há comprovação científica. Repelentes precisam ter o aval da Anvisa e seguir as orientações descritas na rotulagem do produto. Especialistas negam eficácia de repelentes caseiros

Ítalo Rômany
21.02.2024 - 14h50
Política
Vídeo em que deputado português chama Lula de ‘bandido’ é de 2023

Circula pelas redes um vídeo no qual o deputado português André Ventura chama o presidente Lula de "bandido". A legenda afirma que o discurso ocorreu “ontem”. É falso. A fala não é recente. O político de fato atacou o presidente brasileiro, mas a declaração foi dada em janeiro de 2023.

Catiane Pereira
21.02.2024 - 14h10
Eleições
É falso que urnas foram programadas para conceder vitória a Lula nas eleições de 2022

Vídeo afirma que urnas eletrônicas utilizadas no pleito eleitoral de 2022 continham um “algoritmo” que concederia uma margem de vitória ao então candidato à presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT). É falso. As urnas eletrônicas registram automaticamente todos os votos, e seu sistema não altera, adiciona e ou subtrai os votos dos eleitores.

Catiane Pereira
20.02.2024 - 16h47
Política
Paulo Pimenta não admitiu fraude ao dizer que Lula venceu eleição com 39% dos votos

Circula na internet um vídeo no qual o ministro-chefe da Secom, Paulo Pimenta, afirma que o presidente Lula ganhou as eleições de 2022 com 39% dos votos. Falta contexto. Pimenta considerou o universo total de eleitores, cálculo diferente do adotado pelo TSE, que exclui brancos, nulos e ausentes.

Gabriela Soares
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital