UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É falso que resolução isenta congressistas e ministros do STF de tomar vacina
14.01.2022 - 19h15
Rio de Janeiro - RJ
Circula nas redes sociais um vídeo em que um homem afirma que deputados, senadores e ministros do STF foram isentados da “obrigação de se vacinar contra a Covid-19”. Segundo ele, a determinação constaria no “artigo 99 da Resolução 748”. Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação​:
“Existe agora uma resolução isentando os deputados, senadores e os ministros do STF de tomar a vacina. (…) A Resolução 748, no seu artigo 99”.
Trecho transcrito de vídeo que é compartilhado no WhatsApp
Falso
A informação analisada pela Lupa é falsa. Não há na Resolução 748 de 26 de outubro de 2021 do Supremo Federal Federal (STF) o referido “artigo 99”. O documento é composto por apenas 25 artigos. Além disso, não há em seu texto nenhuma menção a uma suposta isenção de deputados, senadores e ministros do Supremo a se vacinarem contra a Covid-19. O texto estabelece, somente, as regras para o retorno ao modo de trabalho presencial para os funcionários do Tribunal.
A Resolução 748, assinada pelo presidente do STF, Luiz Fux, determina que todas as pessoas que desejam ingressar nas dependências do tribunal, incluindo servidores, devem apresentar comprovante de imunização ou teste com diagnóstico negativo para Covid-19 realizado nas últimas 72 horas. Em momento algum é estabelecida alguma regra distinta para autoridades.
A resolução também autoriza os ministros a criar regras próprias para o recebimento de pessoas em seus gabinetes. Também é permitido a eles e aos servidores do tribunal, em caso de necessidade comprovada, a permanência do trabalho remoto.
Até o momento, não há lei federal que determine a obrigatoriedade da vacina contra Covid-19. Somente são obrigatórios os imunizantes incluídos no Plano Nacional de Imunizações (PNI), conforme determinado pela Lei 6.259 de 1975. Os imunizantes contra o novo coronavírus estão inseridos no PNO (Programa Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19). O ingresso em determinados ambientes, contudo, pode ser condicionado à vacinação de acordo com legislação em nível estadual, municipal ou distrital.
Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco pelo número +55 21 99193-3751.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


19.04.2024 - 17h13
Política
É falso que montagem contra o PT foi projetada em prédio do Elon Musk

Circula na internet um vídeo de uma projeção com o desenho de um burro vestido com a camiseta do PT. Segundo a publicação, a imagem teria sido projetada em um prédio do empresário Elon Musk em Nova York. É falso. Trata-se de uma montagem, criada a partir de um modelo pronto do CapCut.

Gabriela Soares
19.04.2024 - 16h58
Política
É falso que Congresso dos Estados Unidos deu 48 horas para o STF entregar documentos sobre o X

Post nas redes sociais alega que o Congresso dos EUA deu 48 horas para o STF entregar documentos referentes ao X. É falso. O Comitê de Assuntos Judiciários da Câmara de Deputados dos EUA solicitou ao X acesso às decisões do Supremo sobre moderação de conteúdo. A empresa entregou a documentação e informou o STF. 

Maiquel Rosauro
16.04.2024 - 17h50
Política
Lula segue recomendação do Ministério da Justiça e sanciona, com veto, PL da ‘saidinha’ de presos

Circula pelas redes sociais que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vetou o PL 2.253, de 2022, que restringe a chamada 'saidinha' de presos. Falta Contexto. Lula sancionou o projeto com veto, o presidente acatou recomendação do Ministério da Justiça e manteve o direito à saída temporária dos presos do semiaberto para visita a familiares.

Catiane Pereira
16.04.2024 - 17h22
Política
Homem que acusa governo brasileiro de solicitar dados de usuários do X não é diretor da rede

Circula nas redes um vídeo no qual um homem alega que o governo brasileiro teria solicitado aos líderes do X, antigo Twitter, informações pessoais dos usuários. Segundo a legenda do post, o homem seria o diretor da plataforma. É falso. A pessoa que aparece no vídeo é um jornalista estadunidense que levantou as tais suposições em uma reportagem.

Evelyn Fagundes
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital