UOL - O melhor conteúdo
Lupa
Biometria não será obrigatória para todos os eleitores nas eleições de 2022
26.01.2022 - 12h21
Rio de Janeiro - RJ
Circula nas redes sociais que quem não tiver biometria cadastrada não poderá votar nas eleições deste ano, agendadas para 2 de outubro (1º turno) e 30 de outubro (2º turno). A publicação informa que o prazo para esse cadastramento termina no dia 4 de maio de 2022. Também sugere que “a esquerda”, a imprensa e o próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estariam “caladinhos” sobre esse assunto de propósito. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:
“BIOMETRIA PARA ELEIÇÃOMuita atenção: o cadastro eleitoral se encerra em 04 de maio de 2022. Quem não tiver cadastrado a BIOMETRIA até lá NÃO PODERÁ VOTAR!!!Já observou como a esquerda, a ‘imprensa’ (os ‘jornazistas’) e até o TSE estão caladinhos sobre isto??? ‘Eles’, que são organizados, já se cadastraram, certamente!!!Texto em post no Instagram que, até as 10h15 de 16 de janeiro de 2022, tinha 297 curtidas
Falso
A informação analisada pela Lupa é falsa. Nenhum eleitor será proibido de votar, mesmo as pessoas que não realizaram cadastro biométrico junto à Justiça Eleitoral. A coleta de digitais, na verdade, não é feita desde 2020 em razão da pandemia. Em nota, o TSE informou que “a ausência da biometria não impede, por si só, o exercício do voto”. Qualquer cidadão que apresentar os documentos de identificação necessários e esteja com o título regularizado, independentemente de ter a biometria cadastrada ou não, poderá votar no dia das eleições.
A interrupção do cadastramento de biometria foi determinada pelo TSE em março de 2020, como medida de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus, já que a coleta de digitais é feita presencialmente. Desde então, esse cadastro segue suspenso como protocolo sanitário.
A data indicada na publicação, 4 de maio de 2022, refere-se ao prazo para regularizar o título de eleitor — e não fazer o cadastro biométrico, que, como explicado acima, ainda está suspenso. Ou seja, até o dia 4 de maio será possível solicitar a emissão, transferência ou revisão do título. Essa data segue o que foi estipulado na Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997 – artigo 91), que definiu o fechamento do cadastro eleitoral 150 dias antes de cada pleito.

Uso da biometria no dia da votação ainda não está definido

Até o momento, a Justiça Eleitoral ainda não definiu se fará ou não uso de biometria para quem já havia feito o cadastro antes da pandemia. De acordo com o TSE, essa decisão depende da evolução do número de casos de Covid-19 no país. Em 2020, nas eleições para prefeitos e vereadores, não foi feita identificação biométrica nos dias de votação. A medida foi tomada para evitar contágio pelo novo coronavírus.
Esse conteúdo também foi verificado pelo Boatos.org e Fato ou Fake.
Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


12.04.2024 - 17h28
Eleições
Musk não entregou aos EUA provas de interferência de Moraes nas eleições

Publicação nas redes sociais alega que Elon Musk entregou às autoridades dos Estados Unidos documentos evidenciando a interferência do ministro Alexandre de Moraes, do STF, nas eleições de 2022. É falso. Não há nenhum registro sobre o fato. Além disso, um especialista em Direito Constitucional afirma que tal ação não teria efeito prático no Brasil.

Maiquel Rosauro
12.04.2024 - 17h02
Política
É falso que Elon Musk conseguiu o impeachment de Alexandre de Moraes

Circula nas redes um vídeo do deputado federal Gustavo Gayer (PL-GO), que estaria comemorando o impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, após o empresário Elon Musk pedir o afastamento do magistrado. É falso. O vídeo mostra Gayer comemorando a aprovação da PEC que limita decisões monocráticas no STF.

Catiane Pereira
12.04.2024 - 16h16
STF
É de 2016 vídeo sobre ação da PF que cita Alexandre de Moraes; caso foi arquivado

Circula nas redes um vídeo que mostra que o nome do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes apareceu em documentos apreendidos pela PF de uma empresa investigada em esquema de fraude. Falta contexto. O vídeo é antigo, de 2016. Pagamentos à firma de Moraes foram para honorários advocatícios. O caso foi arquivado.

Ítalo Rômany
12.04.2024 - 15h13
Política
É falso que Moraes tenha ‘censurado’ o jornalista Augusto Nunes

Circula nas redes sociais um vídeo em que um homem alega que o jornalista Augusto Nunes teria sido censurado pelo Supremo Tribunal Federal em um processo liderado pelo ministro Alexandre de Moraes. É falso. A Suprema Corte negou que exista uma decisão desse gênero em vigor.


Evelyn Fagundes
12.04.2024 - 14h21
Política
É antigo vídeo no qual Cármen Lúcia fala sobre liberdade de expressão

Um vídeo no qual a vice-presidente do TSE, Cármen Lúcia, fala sobre ‘censura’ em uma sessão da corte circula com uma legenda que insinua que ela estaria se posicionando contra o ministro Alexandre de Moraes em sua disputa com o empresário Elon Musk. É falso. O vídeo é de 2022. A sessão do TSE tratou sobre desmonetização de canais no YouTube.

Catiane Pereira
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital