UOL - O melhor conteúdo
Lupa
Vídeo de piloto ucraniano abatendo avião russo foi produzido em jogo de computador
03.03.2022 - 18h10
Rio de Janeiro - RJ
Circula pelas redes sociais um vídeo que mostraria o “Fantasma de Kiev”, um suposto piloto da aeronáutica ucraniana, abatendo um avião russo. Também tem sido compartilhada uma foto que seria a da aeronave usada por este militar. No dia 24 de fevereiro, a Rússia iniciou uma guerra contra a Ucrânia. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:
“O piloto ‘Fantasma de Kiev’ ataca novamente, esse piloto Ucraniano recebeu esse apelido por estar disfarçado de caça da Força Aerea Russa e ninguém conseguir pegar ele.. Ele sozinho já abateu de 5 a 7 aeronaves Russas!”
Legenda de publicação que, até às 16h45 do dia 3 de março de 2022, havia sido compartilhada por mais de 50 pessoas
Falso
A informação analisada pela Lupa é falsa. O vídeo em que uma aeronave ucraniana estaria abatendo um avião russo não é real. Trata-se de uma simulação feita com o jogo gratuito de combate aéreo DCS World, disponível para computadores com Windows. A mesma gravação está disponível em um canal do YouTube, cuja legenda afirma que se trata de uma simulação feita em homenagem ao “Fantasma de Kiev”: “Esta filmagem é do DCS, mas é feita em respeito ao ‘Fantasma de Kiev’. Se ele é real, que Deus esteja com ele; se ele for falso, rezo para que existam mais pessoas como ‘ele’.”
Não há nas páginas do Ministério da Defesa e da Força Aérea da Ucrânia nenhum registro que confirme a existência do “Fantasma de Kiev”. O boato começou a circular depois que o Ministério da Defesa daquele país divulgou na quinta-feira (24) que as Forças Armadas ucranianas haviam derrubado cinco aeronaves russas e um helicóptero. O comunicado, no entanto, não disse que isso foi resultado da ação de apenas um oficial. Mesmo sem que houvesse nenhuma evidência, a história se espalhou. Menções indiretas sobre a existência do suposto piloto também têm sido feitas em publicações do Ministério da Defesa e da Força Aérea ucranianas, ampliando a confusão.
Também tem circulado pelas redes sociais uma foto que seria do avião utilizado pelo “Fantasma de Kiev”. Uma busca reversa da imagem revela que o registro circula na internet pelo menos desde 10 de dezembro de 2015. Não se trata, portanto, de algo atual. A foto foi utilizada como capa de um vídeo no YouTube que apresenta aeronaves usadas pela Ucrânia, publicado por um canal dedicado a assuntos militares. Trata-se de um MiG-29, de fabricação russa.
A Lupa procurou o Ministério da Defesa e a Força Aérea da Ucrânia, mas não obteve resposta. Aos Fatos, DW, Associated Press e Open Online checaram boatos semelhantes.
Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


24.04.2024 - 13h17
Política
Documento apresentado por jornalista norte-americano não comprova fraude nas eleições de 2022

ircula nas redes um vídeo com a fala do jornalista Glenn Greenwald sobre uma suposta decisão do STF solicitando o banimento de perfis em redes sociais. Segundo a publicação, o texto comprova fraude nas eleições de 2022. É falso. O suposto documento apresentado se refere a uma decisão de janeiro de 2023 e não teria como interferir nas eleições. 


Gabriela Soares
24.04.2024 - 10h52
História
É falso que Tiradentes fugiu para a França e não foi enforcado

Circula nas redes sociais um post publicado pelo deputado federal Luiz Philippe de Orléans e Bragança que afirma que Tiradentes não foi enforcado, mas fugiu para a França e retornou ao Brasil anos depois com o apoio de D. João VI.  É Falso. Documentos públicos do processo judicial da Conjuração Mineira confirmam que Tiradentes foi enforcado

Ítalo Rômany
23.04.2024 - 18h27
Política
Elon Musk não vai depor na Câmara dos Deputados no Brasil, mas nos EUA

Circula nas redes vídeo que afirma que o empresário Elon Musk, dono do X, iria depor na Câmara dos Deputados em Brasília. É falso. Musk disse em seu perfil na plataforma que foi convidado para depor na Câmara dos Estados Unidos, não no Brasil. A casa legislativa brasileira negou que exista pedido de audiência pública para ouvir o empresário.

Evelyn Fagundes
23.04.2024 - 14h55
Política
É falso que Alexandre de Moraes saiu correndo e gritando no Congresso

Post traz um vídeo com um homem careca de terno correndo pelos corredores do Congresso Nacional. A legenda da publicação afirma que se trata do ministro do STF Alexandre de Moraes, e que a cena foi registrada em 16 de abril. É falso. As imagens mostram um assessor parlamentar correndo durante uma confusão no Congresso, em 18 de outubro de 2023.

Maiquel Rosauro
22.04.2024 - 18h50
Política
Vídeos não são de ato recente de Bolsonaro em Copacabana; imagens são de 2022

Circula na internet vídeos da Praia de Copacabana lotada, sugerindo serem do ato convocado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro que aconteceu no último domingo (21). É falso. Os vídeos são de manifestação do dia 7 de setembro de 2022.

Gabriela Soares
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital