UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É falso que ambulâncias do Samu estão estragando em pátio em Sete Lagoas, Minas Gerais
21.11.2023 - 15h12
Rio de Janeiro - RJ
Circula nas redes sociais um vídeo em que o senador Cleitinho Azevedo (Republicanos-MG) mostra dezenas de ambulâncias com logotipo do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estacionadas em um pátio no município de Sete Lagoas, em Minas Gerais. Segundo a legenda compartilhada por usuários nas plataformas, os veículos estariam estragando no local. A publicação sugere que os carros estariam parados há muito tempo, sem previsão de entrega. É falso.
Por WhatsApp, leitores sugeriram que o conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:
Em sete Lagoas uma frota de ambulância do SAMU estragando no pátio
– Trecho da legenda que acompanha o vídeo que circula nas redes sociais
Falso
As ambulâncias apresentadas no vídeo não estão “estragando”, como alega a publicação desinformativa. A gravação foi feita no pátio da empresa Greencar, que adapta vans para o padrão do Samu. Em nota publicada em seu site, a prefeitura de Sete Lagoas e a Greencar afirmaram que o prazo de preparo e de entrega dos veículos está dentro da normalidade e que, por isso, não existe sucateamento ou irregularidade no processo de saída dos carros do local onde estão estacionados. 
Na reportagem publicada pela prefeitura, o diretor da unidade local da Greencar, Ricardo Francisco de Souza, negou que as vans estivessem abandonadas. Ele explicou que a adaptação dos veículos é uma atividade que é concluída, em média, em dois meses. A partir disso, os carros seguem para entrega. “O processo de adaptação de uma ambulância padrão Samu pode durar até dois meses. Então, a gente tem um giro constante de veículos aqui. Desse [lote] faltam poucos veículos para sair da nossa unidade", afirmou.
Roberta Menezes, consultora da área comercial da Greencar, afirmou à Lupa que o pátio de expedição da empresa trabalha de forma rotativa. Assim que as vans saem do local, outras chegam e, por isso, pode-se ter a falsa impressão de que os carros estão parados. “É bem rotativo e quem não conhece, por serem todas iguais, pode achar que é o mesmo carro. Temos de 45 a 60 dias para adaptar um veículo como o do Samu pela complexidade do projeto. Então, é dinâmico. O cliente liberando, já preparamos para transporte porque para nós não é interessante o carro ficar parado”, disse a consultora, por telefone.
Segundo nota encaminhada pela prefeitura de Sete Lagoas à Lupa, a Greencar é subcontratada pelas concessionárias que ganham as licitações governamentais para fazer as adaptações, uma vez que as montadoras não fabricam ambulâncias prontas, mas produzem furgões. “O Ministério da Saúde precisa fazer uma vistoria para aprovar as adaptações para, só então, a concessionária que venceu a licitação fazer a entrega para o governo que abriu a licitação”, disse a prefeitura, sobre as ações posteriores à transformação dos carros. 
Roberta Menezes, da Greencar, disse que, após a adaptação do veículo, o processo logístico de entrega dura em média mais dois meses. “As entregas estão todas dentro do prazo, no fluxo normal”, afirmou. Segundo a consultora, os passos seguidos desde a chegada do furgão até a entrega da van são previstos em um contrato entre a Greencar, a empresa concessionária e o Ministério da Saúde. 
A Lupa contatou o Ministério da Saúde para questionar sobre o cumprimento dos prazos. A pasta apontou que as entregas das ambulâncias adaptadas pela Greencar estão sendo feitas dentro das datas estabelecidas. “O Ministério da Saúde informa que a empresa Greencar tem até 21/01/2024 para entregar as 239 ambulâncias previstas no contrato em questão. Logo, as entregas estão dentro do prazo previsto”, disse o órgão, em nota
De acordo com a pasta, 143 unidades já foram entregues para as Superintendências Estaduais do Ministério da Saúde de São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, Tocantins, Ceará, Rio de Janeiro, Paraíba e Rio Grande do Sul. “As outras 96 ambulâncias estão prontas e devem ser entregues nos próximos dias”, afirmou o ministério. 
A Lupa procurou o senador Cleitinho Azevedo, mas não obteve resposta até a publicação deste texto.

Leia mais


Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


01.03.2024 - 14h25
Mudanças Climáticas
É falso que o Sol é o principal fator responsável pelo aquecimento global

Post afirma que o aquecimento global está relacionado principalmente com as variações do Sol, e não seria causado prioritariamente pela atividade humana. É falso. Esse entendimento é contrário ao conhecimento científico sobre a origem humana das mudanças climáticas dos últimos anos, conforme atestam os informes do IPCC, da ONU.

Catiane Pereira
01.03.2024 - 13h29
Segurança
É falso que Fernandinho Beira-Mar fugiu de presídio de segurança máxima em Mossoró

Post que circula pelas redes sociais afirma que Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, teria fugido junto com outros detentos da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. É falso. Beira-Mar segue sob a custódia do Sistema Penitenciário Federal.

Catiane Pereira
01.03.2024 - 12h55
Saúde
É falso que Lula ‘liberou’ o aborto em qualquer tempo gestacional no Brasil

Circula pelas redes sociais que o governo Lula teria liberado o aborto no Brasil em qualquer idade gestacional. É falso. O governo não  legalizou o aborto. Uma nota técnica do Ministério da Saúde de 28 de fevereiro revogou uma orientação de 2022, do governo Bolsonaro, que fixava um prazo para os procedimentos. Essa nota foi suspensa em 29 de fevereiro.

Carol Macário
01.03.2024 - 12h47
Política
Soldados queimados em vídeo são turcos, não israelenses mortos pelo Hamas

Post mostra um vídeo com soldados sendo queimados vivos. A legenda que acompanha a publicação diz que são israelenses assassinados pelo Hamas. É falso. O vídeo é antigo e circula desde 2016. O Estado Islâmico assumiu a autoria do ato contra soldados turcos

Maiquel Rosauro
01.03.2024 - 12h16
Política
Nota das Forças Armadas é antiga e trata de protestos em quartéis de 2022

 Circula nas redes o vídeo de uma reportagem sobre uma nota das Forças Armadas que menciona “o que vem acontecendo no Brasil”. A publicação dá a entender que o documento se refere a supostos “descaminhos autocráticos” do poder Judiciário. Falta Contexto. A notícia é de 2022 e foi tirada de contexto.

Gabriela Soares
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital