UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É sátira áudio atribuído a Flávio Dino sobre objetivos do governo de arruinar economia
01.12.2023 - 15h12
Florianópolis - SC
Circula pelas redes sociais um áudio no qual Flávio Dino, ministro da Justiça e Segurança Pública, supostamente afirma que os objetivos do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) são “arruinar a economia, aumentar o desemprego, destruir o comércio, invadir terras e desarmar o cidadão de bem”, entre outros. 
A publicação sugere que o áudio com as “confissões” de Dino teria sido vazado e que o PL 2.630, também conhecido como projeto de lei das fake news, deixaria o governo fortalecido.  É falso
Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação​:
“Essa PL 2.630, por exemplo, é uma delas que nos deixará muito fortalecidos. Então, quais são os nossos objetivos? Além de arruinar a economia, é aumentar o desemprego, destruir o comércio, deixar o povo desabastecido, falir as empresas. Falir também o agronegócio, invadir terras, controlar o exército, desmobilizar as polícias, desarmar o cidadão de bem, criar uma guarda nacional com presidiários libertos, aparelhar tribunais de contas com parentes e esposas dos nossos companheiros, pagar a mídia para distorcer os fatos e subjugar o povo pelo medo de se expressar pelo medo de ser cancelado ou até de ser preso. 
Eu pergunto aos senhores: quem é o nosso maior inimigo? Não é o Bolsonaro. Nosso maior inimigo não é o Bolsonaro. O nosso maior inimigo são as redes sociais. E por quê? Porque as redes sociais expõem a verdade sobre o nosso governo (...)”.
– Conteúdo de áudio que circula em correntes de WhatsApp
Falso
O ministro Flávio Dino nunca afirmou que os objetivos do governo Lula são arruinar a economia, destruir o comércio ou deixar o povo desabastecido. Trata-se de uma sátira política com áudio que imita a sua voz. A peça foi publicada originalmente em formato de animação no canal Bastidores do Brasil no YouTube
Não há qualquer registro público de entrevistas ou declarações oficiais de Flávio Dino em suas redes sociais (Instagram, X [antigo Twitter], Facebook) nas quais ele afirma que o atual governo pretende arruinar a economia ou quaisquer outros pontos falsamente atribuídos ao ministro no áudio. 
A mensagem que circula nas correntes de WhatsApp é na verdade o trecho de um vídeo maior, uma animação com duração de pouco mais de 7 minutos chamada “Não! O governo não está fracassando”. Trata-se de uma obra de ficção com personagens animados inspirados em integrantes do atual governo, cujas vozes foram geradas digitalmente. 
Canal Bastidores do Brasil publica vídeos animados de sátira política - Imagem: reprodução
Nos comentários, os autores do canal explicam que o vídeo é a continuação de um outro episódio intitulado “Reunião sobre PL 2630”. Nessa animação, o PL das fake news é chamado de “PL da Censura” e o personagem inspirado no presidente Lula ficcionalmente afirma que esse projeto de lei será bom para os jornalistas “que encherão o bolso de dinheiro”. Nada disso nunca foi dito oficialmente pelo chefe do Executivo.
Nota: Este conteúdo faz parte do projeto Mídia e Democracia, produzido pela Escola de Comunicação, Mídia e Informação da Fundação Getulio Vargas (FGV ECMI) em parceria com Democracy Reporting International e a Lupa. A iniciativa é financiada pela União Europeia.

LEIA MAIS

Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


14.07.2024 - 18h09
Internacional
É falso que senador Randolfe Rodrigues se solidarizou com homem que atirou em Donald Trump

Post alega que o senador Randolfe Rodrigues se solidarizou com o homem morto pela polícia após tentar assassinar o ex-presidente e candidato à presidência dos EUA Donald Trump. A publicação exibe um print do X do parlamentar com a mensagem. É falso. Não há indício de que Randolfe tenha feito o post. A página que fez a alegação deletou a postagem.

Maiquel Rosauro
14.07.2024 - 17h18
Eleições nos EUA
É falso que foto comprova que Trump foi baleado no peito em atentado

Circula nas redes sociais e no WhatsApp uma imagem que sugere que o ex-presidente dos Estados Unidos e atual candidato republicano Donald Trump também teria levado um tiro no peito durante atentado na Pensilvânia. É falso. Na verdade, o suposto buraco de bala não passa de uma dobra no casaco de um dos agentes do Serviço Secreto que o protegeram.

Cristina Tardáguila
14.07.2024 - 17h08
Eleições nos EUA
Homem de touca em foto não é atirador de atentado contra Trump; trata-se de jornalista italiano

Circula nas redes post que diz que a pessoa que tentou assassinar o ex-presidente Donald Trump é Mark Violets, membro de um grupo antifacista. O post inclui uma foto do suposto acusado.. É falso. A imagem que circula é do jornalista italiano Marco Violi. O FBI afirma que a autoria dos tiros é de Thomas Crooks. Portanto, trata-se de pessoas distintas.

Ítalo Rômany
10.07.2024 - 17h34
Política
Vídeo de Lula assumindo que levou 11 contêineres de acervo é anterior a decisão do TCU sobre presentes

Circula nas redes post afirmando que o presidente Lula saiu da Presidência com 11 contêineres de acervo, sem devolver os presentes recebidos. Falta contexto. À época, havia um entendimento de que o acervo deveria ser preservado pelos ex-presidentes. Somente após acórdão do TCU, em setembro de 2016, é que o petista devolveu os presentes.

Ítalo Rômany
10.07.2024 - 17h13
Política
Janja não disse que aumento do preço da gasolina é para os veículos e não para os motoristas. É uma sátira

Post alega que a primeira dama Janja da Silva disse que o aumento no preço da gasolina é para veículos, não para motoristas. A frase remetida à Janja está presente em uma captura de tela que possui o layout do g1. É falso. Janja não disse a frase. A arte presente no post é uma sátira inspirada em um antigo comentário de Janja sobre importações.

Maiquel Rosauro
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital