UOL - O melhor conteúdo
Lupa
Formigas com foto de Cristo e dança da picanha; 8 fakes absurdas em 2023
29.12.2023 - 08h00
João Pessoa - PB
Suzane von Richthofen foi convidada para integrar o Ministério dos Direitos Humanos? Governadora do Rio Grande do Norte criou o programa ‘meu vibrador, minha vida’? A ‘Dança da picanha fatiada’ captou RS 6,7 milhões via Lei Rouanet? Muitos desses posts absurdos, apesar de serem falsos, foram disseminados nas redes sociais como verdadeiros em 2023 e geraram dúvidas. 
A Lupa elencou oito publicações desmentidas este ano e que beiram o bizarro. Confira:
Um vídeo compartilhado nas redes mostrava formigas supostamente carregando uma imagem de Jesus Cristo crucificado. Segundo a legenda do post, a peça teria sido retirada pelos insetos de dentro de uma casa bombardeada em Makiejewice, na Ucrânia, onde todos os habitantes morreram. O registro, na verdade, era uma montagem. As imagens reais mostravam as formigas carregando um pedaço de biscoito. 
A imagem de uma reportagem, supostamente publicada pelo portal de notícias g1, informava que Suzane von Richthofen teria sido convidada para assumir um cargo no Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania. Presa em 2002 pelo assassinato dos pais, Richthofen foi solta em janeiro deste ano após progredir para o regime aberto. 
A página era uma montagem. Não havia registros da publicação da notícia no portal g1, nem em outros veículos de imprensa. O Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania também desmentiu o boato.
Posts compartilhados nas redes alegavam que o Papa Francisco afirmou que era preciso "sacrificar alcoólatras, autistas e pessoas com deficiência" para lutar contra as mudanças climáticas. O vídeo compartilhado trazia como prova uma suposta reportagem informando que o programa de extermínio era, na verdade, uma campanha do Fórum Econômico Mundial apoiada pelo líder da Igreja Católica.
O Papa nunca fez essa afirmação. Pelo contrário, Francisco já se posicionou inúmeras vezes contra a eutanásia. O conteúdo falso teve origem no exterior e foi reproduzido em português, entretanto sem provas. Além disso, é infundada a alegação de que o religioso estaria apoiando uma campanha do Fórum Econômico Mundial.
Post disseminou nas redes que a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), criou em parceria com o sex shop Ponto G o programa “meu vibrador, minha vida”, com o objetivo de distribuir produtos eróticos gratuitamente para a população. 
A assessoria de imprensa do governo do Rio Grande do Norte informou que não havia qualquer programa com essa temática. A empresa citada também desmentiu o boato. 
Publicação nas redes sociais alegava que a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Organização Mundial de Saúde (OMS) disseram que crianças deviam ter parceiros sexuais e instruíam escolas primárias a ensinarem às crianças "masturbação, uso de pornografia, aprendizado de sexo oral e a terem relações homossexuais." A postagem trazia como prova um endereço de um site que prometia evidências sobre o assunto. A página afirmava que a ONU emitiu um relatório onde constariam as instruções.
Em nenhuma página do relatório Orientações Técnicas Internacionais de Educação e Sexualidade (na versão em português), desenvolvido pela ONU para a Unesco, há qualquer menção sobre crianças terem parceiros sexuais ou algo semelhante, como diz o post enganoso. Esse documento é dirigido a profissionais da educação e da saúde para ajudá-los a desenvolver e implementar programas educativos para que adolescentes tenham uma preparação segura, informada e responsável em relação à sexualidade.
Circulou nas redes sociais um post com a alegação de que um programa de TV na Holanda deu brinquedos sexuais para crianças. O vídeo compartilhado mostrava meninas brincando com objetos adultos. 
As imagens, na verdade, eram de um anúncio veiculado em 2017 que fez parte de uma campanha da Free a Girl, organização internacional que visa a combater a prostituição de jovens. O lema da campanha era "Sexo não é brincadeira de criança".
Vídeo propagou nas redes que o Ministério da Cultura realizou um concurso que premiou uma apresentação intitulada “dança da picanha fatiada” com R$ 6,7 milhões da Lei Rouanet. A performance seria uma homenagem ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). 
Na verdade, as imagens mostravam a dançarina e coreógrafa Becky Namgauds em uma apresentação na Galeria Melissa, em Londres. O registro foi publicado no perfil da designer Sinead O’Dwyer, criadora do figurino, em outubro de 2018, no Instagram. A performance compôs um evento colaborativo com o intuito de ser uma “carta de amor ao corpo feminino em movimento”. Não havia nenhuma menção ao presidente Lula no evento.
Um vídeo disseminado nas redes supostamente mostrava o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, sussurrando para uma criança a frase “You are one sexy kid", que, em português, significa “você é uma criança sexy”. 
O registro foi cortado e teve o áudio manipulado para parecer que Joe Biden assediava a criança. As imagens originais foram compartilhadas pela mãe da menina no TikTok, em 9 de junho de 2023. Em momento algum, o presidente norte-americano disse achar a criança “sexy” — ao contrário do que alegavam as peças desinformativas.

LEIA TAMBÉM
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


01.03.2024 - 14h25
Mudanças Climáticas
É falso que o Sol é o principal fator responsável pelo aquecimento global

Post afirma que o aquecimento global está relacionado principalmente com as variações do Sol, e não seria causado prioritariamente pela atividade humana. É falso. Esse entendimento é contrário ao conhecimento científico sobre a origem humana das mudanças climáticas dos últimos anos, conforme atestam os informes do IPCC, da ONU.

Catiane Pereira
01.03.2024 - 13h29
Segurança
É falso que Fernandinho Beira-Mar fugiu de presídio de segurança máxima em Mossoró

Post que circula pelas redes sociais afirma que Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, teria fugido junto com outros detentos da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. É falso. Beira-Mar segue sob a custódia do Sistema Penitenciário Federal.

Catiane Pereira
01.03.2024 - 12h55
Saúde
É falso que Lula ‘liberou’ o aborto em qualquer tempo gestacional no Brasil

Circula pelas redes sociais que o governo Lula teria liberado o aborto no Brasil em qualquer idade gestacional. É falso. O governo não  legalizou o aborto. Uma nota técnica do Ministério da Saúde de 28 de fevereiro revogou uma orientação de 2022, do governo Bolsonaro, que fixava um prazo para os procedimentos. Essa nota foi suspensa em 29 de fevereiro.

Carol Macário
01.03.2024 - 12h47
Política
Soldados queimados em vídeo são turcos, não israelenses mortos pelo Hamas

Post mostra um vídeo com soldados sendo queimados vivos. A legenda que acompanha a publicação diz que são israelenses assassinados pelo Hamas. É falso. O vídeo é antigo e circula desde 2016. O Estado Islâmico assumiu a autoria do ato contra soldados turcos

Maiquel Rosauro
01.03.2024 - 12h16
Política
Nota das Forças Armadas é antiga e trata de protestos em quartéis de 2022

 Circula nas redes o vídeo de uma reportagem sobre uma nota das Forças Armadas que menciona “o que vem acontecendo no Brasil”. A publicação dá a entender que o documento se refere a supostos “descaminhos autocráticos” do poder Judiciário. Falta Contexto. A notícia é de 2022 e foi tirada de contexto.

Gabriela Soares
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital