UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É falso que chá de folha de mamão cura a dengue em três dias
06.02.2024 - 16h51
Florianópolis - SC
Circula pelas redes sociais que o chá da folha de mamão cura a dengue em três dias. A solução milagrosa é apresentada em um vídeo no qual duas pessoas — um biólogo especialista em plantas medicinais e uma aluna de um curso sobre plantas medicinais —  afirmam que a folha de mamão é “uma resposta verdadeira” e salva vidas, inclusive casos de dengue hemorrágica, nome dado à forma mais grave da doença. 
Segundo a gravação, o chá da folha de mamão estimula a hematopoiese na medula óssea e, com isso, aumenta a produção de células sanguíneas, incluindo plaquetas. Esse processo, diz uma das pessoas, cura a dengue hemorrágica. É falso.
Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação​:
“(...) Minha amiga aqui, médica, ela em uma semana pegou dengue, entrou pra fase hemorrágica, foi internada no hospital, tomou tudo o que tinha pra tomar no hospital e morreu de hemorragia. Se ela tivesse tomado o chá de folha de mamão, será que eu não teria tido uma resposta melhor no organismo dela? Será que ela não teria resolvido? Sim, quando você olha as pesquisas científicas que foram realizadas na Malásia e nas Filipinas, foram tratados casos de dengue hemorrágica com folha de mamão. (...) A hemorragia vem da falta de plaqueta, então é por isso que funciona. Ele [o chá de folha de mamão] vai estimular a hematopoese lá na medula óssea, aumentando a produção de células sanguíneas, inclusive plaquetas. Então, sim folha de mamão é uma resposta verdadeira e salva vidas (...)” 
– Trecho de vídeo que circula no WhatsApp
Falso
Não existe um tratamento específico para a dengue e as formas graves da doença. Embora existam estudos sobre o uso da planta com esse objetivo, ainda não há qualquer evidência científica que comprove que o chá ou o extrato da folha de mamão possa curar a dengue ou prevenir que ela evolua para um quadro de maior gravidade, como a dengue hemorrágica. 
Os possíveis benefícios da folha de mamão (Carica papaya L.) para tratar a dengue hemorrágica são estudados há vários anos. Em 2019, um grupo de pesquisadores do Sri Lanka e Austrália publicou na revista científica BMC uma revisão sistemática e meta-análise das evidências de ensaios clínicos com o extrato da folha de mamão em casos de infecção por dengue. 
A partir da avaliação de nove estudos — seis realizados na Índia, um no Paquistão, um na Indonésia e um na Malásia — , o grupo descobriu que, embora tenha sido identificada uma melhoria na contagem de plaquetas em alguns casos analisados, as evidências eram, até aquela ocasião, insuficientes para comprovar o papel do extrato da planta contra a doença.
Em 2021, a revista especializada Frontiers in Pharmacology publicou uma revisão sistemática de todos os estudos e relatórios científicos até então envolvendo a folha do mamão como possível tratamento da dengue em três aspectos: atividades antivirais, prevenção da trombocitopenia (número reduzido de plaquetas no sangue que pode levar à hemorragia) e melhoria da imunidade durante a dengue.
A análise indicou que, ainda que as folhas de mamão tenham melhorado a contagem de plaquetas em estudos feitos em pacientes com dengue e em testes com animais, poucas investigações de fato foram feitas para explorar qual é o mecanismo por trás do suposto papel dessa planta na melhoria da contagem de plaquetas. Os pesquisadores pontuaram que não existe nenhum ensaio clínico randomizado controlado de qualidade e, por isso, são necessárias mais pesquisas.
A revisão indicou ainda que as fórmulas disponíveis atualmente à base de folhas de mamão, incluindo chás, “carecem de padronização, otimização de dose, regime terapêutico, relatórios de estudos de toxicidade extensos e de longo prazo e aprovação adequada por autoridades reguladoras”.
Em uma pesquisa mais recente, publicada em 2022, nove pesquisadores da Índia analisaram a atividade antiviral de produtos à base de extrato das folhas de mamão contra o vírus da dengue tipo 2 (DENV-2) e o vírus da chikungunya (CHIKV) in vitro. Eles identificaram que, embora tenha sido observada alguma inibição do DENV-2 e CHIKV, a análise representa apenas a atividade antiviral in vitro, ou seja, fora de um organismo vivo, e que mais testes em seres humanos são necessários. Por fim, concluíram que não há evidências claras dessa planta como antiviral.

Terapia de suporte para tratar sintomas da dengue

Segundo especialistas em virologia e infectologia ouvidos pela Lupa, a única terapia contra a dengue é o manejo clínico, hidratação e tratamento dos sintomas — como febre e dores abdominais, entre outros — com antitérmicos e analgésicos. 
“Embora não exista um tratamento específico, ou seja, não exista uma droga antivírus da dengue, nós temos muito conhecimento sobre o que se chama de terapia de suporte”, explica o pesquisador José Henrique Maia Campos de Oliveira, professor no Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) que atua com estudos com Aedes aegypti (mosquito transmissor da dengue). Segundo o estudioso, o argumento apresentado no vídeo de que o chá da folha de mamão estimula a hematopoiese (processo de renovação das células do sangue) é um raciocínio simplista. “É um raciocínio que parte de um local correto, mas não significa que o nosso corpo funcione dessa forma do ponto de vista de uma interação [com uma substância] ou de uma uma terapia. Nós não temos um uma pílula mágica que faça isso, que faça a hematopoiese e cure a dengue hemorrágica grave”, enfatiza Oliveira. 
Para o professor Paulo Roehe,  titular do Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia do Instituto de Ciências Básicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), é importante entender que o fato de uma receita natural ter dado certo para alguém não significa que será uma solução mágica para todo o mundo. “Se fosse assim, não teríamos, até o momento, mais de 350 mil casos de dengue no Brasil”, observa.  
Nessa mesma linha, o médico infectologista André Siqueira, pesquisador do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI) da Fiocruz e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, ressalta que o fato de uma pessoa tomar determinado chá e não experimentar complicações não é uma garantia de causalidade. “Existe uma série de questões individuais e do vírus. São associações que não têm método científico e requerem avaliação mais sistematizada”, conclui.
Conteúdo similar também foi verificado pelo UOL Confere
LEIA MAIS
Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


22.04.2024 - 18h50
Política
Vídeos não são de ato recente de Bolsonaro em Copacabana; imagens são de 2022

Circula na internet vídeos da Praia de Copacabana lotada, sugerindo serem do ato convocado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro que aconteceu no último domingo (21). É falso. Os vídeos são de manifestação do dia 7 de setembro de 2022.

Gabriela Soares
19.04.2024 - 17h13
Política
É falso que montagem contra o PT foi projetada em prédio do Elon Musk

Circula na internet um vídeo de uma projeção com o desenho de um burro vestido com a camiseta do PT. Segundo a publicação, a imagem teria sido projetada em um prédio do empresário Elon Musk em Nova York. É falso. Trata-se de uma montagem, criada a partir de um modelo pronto do CapCut.

Gabriela Soares
19.04.2024 - 16h58
Política
É falso que Congresso dos Estados Unidos deu 48 horas para o STF entregar documentos sobre o X

Post nas redes sociais alega que o Congresso dos EUA deu 48 horas para o STF entregar documentos referentes ao X. É falso. O Comitê de Assuntos Judiciários da Câmara de Deputados dos EUA solicitou ao X acesso às decisões do Supremo sobre moderação de conteúdo. A empresa entregou a documentação e informou o STF. 

Maiquel Rosauro
16.04.2024 - 17h50
Política
Lula segue recomendação do Ministério da Justiça e sanciona, com veto, PL da ‘saidinha’ de presos

Circula pelas redes sociais que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vetou o PL 2.253, de 2022, que restringe a chamada 'saidinha' de presos. Falta Contexto. Lula sancionou o projeto com veto, o presidente acatou recomendação do Ministério da Justiça e manteve o direito à saída temporária dos presos do semiaberto para visita a familiares.

Catiane Pereira
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital