UOL - O melhor conteúdo
Lupa
No SBT, Lula exagera dados sobre erradicação da fome e reajuste salarial
12.03.2024 - 20h15
Rio de Janeiro - RJ
Em entrevista ao telejornal SBT Brasil, na segunda-feira (11), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fez críticas à distribuição de dividendos da Petrobras e promessas de baratear o custo de alguns alimentos, como arroz e feijão.
Ao falar de políticas de combate à fome de sua atual gestão, exagerou ao lembrar dados de seus mandatos anteriores, como a suposta erradicação total da fome no país em 2014, e ao falar sobre a quantidade de reajustes salariais acima da inflação em 2023.
A Lupa checou algumas das declarações do chefe do Executivo. Veja, a seguir, o resultado. A assessoria de imprensa do Planalto foi procurada, e a checagem será atualizada em caso de resposta.
Em 2014, a ONU anunciou que a fome tinha sido terminada no Brasil
– Luiz Inácio Lula da Silva (PT), presidente da República, em entrevista ao SBT Brasil no dia 11 de março de 2024
Exagerado
Embora o país tenha reduzido o número de pessoas com insegurança alimentar, o relatório mostrou que a quantidade de brasileiros nessa situação (descrita no relatório como “desnutridos”) tinha saído de 19 milhões em 2002 para 3,4 milhões em 2013 (página 4).
Na edição mais recente do relatório da FAO, divulgada em 2022 com dados de 2019 a 2021, o Brasil voltou a entrar para o Mapa da Fome. Segundo o documento, 15,4 milhões enfrentaram uma insegurança alimentar grave (página 157 do relatório ou página 183 do arquivo em PDF) nesse período. 
Temos no mundo hoje 735 milhões de seres humanos que vão dormir toda noite sem ter o que comer
– – Luiz Inácio Lula da Silva (PT), presidente da República, em entrevista ao SBT Brasil no dia 11 de março de 2024
Verdadeiro

A edição mais recente do relatório “O Estado da Segurança Alimentar e Nutrição no Mundo (SOFI)”, publicado em 2023 por cinco agências especializadas das Nações Unidas, indicou que entre 691 e 783 milhões de pessoas passaram fome em 2022 — sendo a média de 735 milhões. 
O dado representou um aumento de 122 milhões de pessoas em relação a 2019, antes da pandemia da Covid-19.
87% dos acordos salariais feito em 2023 foram com o aumento real acima da inflação
– Luiz Inácio Lula da Silva (PT), presidente da República, em entrevista ao SBT Brasil no dia 11 de março de 2024
Exagerado

Levantamento feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) indicou que 77%  — e não 87%, como afirmou Lula — dos reajustes salariais ficaram acima da inflação em 2023. 
Segundo boletim parcial do ano passado, divulgado em janeiro deste ano pela instituição (página 4), 77% dos resultados analisados alcançaram ganhos acima do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). 
Os reajustes iguais a esse índice somaram 17,3%. Já os reajustes que ficaram abaixo do INPC representaram 5,7% dos casos. O levantamento foi baseado na análise de 19.531 reajustes salariais.
Já temos quase 90% de energia elétrica limpa (...)
– Luiz Inácio Lula da Silva (PT), presidente da República, em entrevista ao SBT Brasil no dia 11 de março de 2024
Verdadeiro

Dados da edição 2023 do Balanço Energético Nacional (BEN) da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) do Brasil indicaram que as fontes renováveis representaram 87,9% da matriz elétrica brasileira em 2022 (página 6). O número refere-se à oferta interna.
O BEN de 2023 ainda não foi publicado. Contudo, o boletim mais recente divulgado no final do ano passado pelo Ministério de Minas e Energia indicou que, entre janeiro e novembro de 2023, a oferta interna de energia elétrica obtida por fontes renováveis chegou a 89,3% (página 2).
(...) E, do total da matriz, já temos 50% [energia limpa]
– Luiz Inácio Lula da Silva (PT), presidente da República, em entrevista ao SBT Brasil no dia 11 de março de 2024
Verdadeiro

Segundo o Balanço Energético Nacional (BEN) 2023 (página 19), com base em dados de 2022, a oferta interna de energia renovável no país — incluindo a elétrica e outras fontes — representou 47,4% do total da matriz energética brasileira – número muito próximo ao que foi citado por Lula. O balanço referente a 2023 ainda não foi publicado.
Os dados parciais relativos a janeiro e novembro de 2023 (página 2), divulgados pelo Ministério de Minas e Energia, apontam para um pequeno aumento, com proporção de participação de renováveis de 48,6% no período. 

LEIA MAIS



Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Checagem
Conteúdo de verificação e classificação de uma ou mais falas específicas de determinada pessoa, seguindo metodologia própria.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


01.05.2024 - 19h00
Checagem
Ato de 1º de maio: Lula erra dado da cesta básica e exagera sobre apoio no Congresso

Em ato no dia 1º de maio, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) errou ao afirmar que, com a reforma tributária, todos os alimentos da cesta básica terão isenção total de imposto. Ele ainda exagerou ao dizer que todas as propostas enviadas por seu governo ao Congresso foram aprovadas "de acordo com os interesses de que o governo queria".

Ítalo Rômany
21.04.2024 - 19h00
Checagem
Ato no RJ: Bolsonaro desinforma ao atacar Lula e se contradiz sobre contestar eleições

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) realizou um ato com aliados e apoiadores neste domingo (25), no Rio de Janeiro (RJ). A defesa da liberdade de expressão, com elogios ao empresário Elon Musk, e ataques à oposição e ao Judiciário deram o tom das cerca de duas horas de pronunciamentos. A Lupa checou algumas frases do discurso de Bolsonaro

Carol Macário
19.04.2024 - 14h30
Política
Ministra da Saúde erra ao negar aumento de mortes dos Yanomami sob Lula

Em audiência no Senado, a ministra da Saúde, Nísia Trindade, citou o negacionismo ao explicar a baixa adesão à vacina da dengue no Brasil. Ela errou ao afirmar que o número de óbitos dos Yanomami não cresceu no governo Lula. Confira a checagem completa.

Carol Macário
20.03.2024 - 17h44
Roda viva
Ministro Silvio Costa Filho erra ao falar sobre militância religiosa do presidente do Republicanos

Em entrevista ao Roda Viva, da TV Cultura, o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho (Republicanos-PE), destacou dados e números sobre investimentos no setor. Ele errou ao dizer que o atual presidente nacional do Republicanos não mistura religião com política. A Lupa checou algumas das declarações do ministro.

Carol Macário
12.03.2024 - 20h15
Política
No SBT, Lula exagera dados sobre erradicação da fome e reajuste salarial

Em entrevista ao SBT no dia 11 de março, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) exagerou ao lembrar dados de mandatos anteriores, como a suposta erradicação da fome no país em 2014. Ele também exagerou dados sobre reajustes salariais acima da inflação em 2023. A Lupa checou algumas das declarações do chefe do Executivo.

Carol Macário
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital