UOL - O melhor conteúdo
Lupa
Lula segue recomendação do Ministério da Justiça e sanciona, com veto, PL da ‘saidinha’ de presos
16.04.2024 - 17h50
Rio de Janeiro - RJ
Circula pelas redes sociais que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vetou integralmente o projeto de lei (PL) do fim das ‘saidinhas’, que determina limitar as saídas temporárias de presos no país. Falta Contexto.
Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que o conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação​:
URGENTE LULA VETA PROJETO DO FIM DAS SAIDINHAS
– Legenda de imagem que circula pelo WhatsApp
Falta contexto
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionou, parcialmente, a lei que restringe a 'saidinha' de presos — ou seja, ele não recusou integralmente o texto. Lula aceitou uma recomendação do Ministério da Justiça e vetou o trecho do artigo que barrava as saídas dos presos para visitar suas respectivas famílias. 
O projeto de lei nº 2.253, de 2022, foi sancionado pelo presidente no dia 11 de abril, vetando o trecho que proibia a saída temporária de presos no regime semiaberto para visitar suas famílias e participar de atividades de reintegração social. Com isso, ele manteve as saidinhas para que os detentos possam visitar familiares em datas comemorativas. O restante do texto foi mantido por Lula, incluindo a obrigatoriedade do exame criminológico e o aumento do uso de tornozeleiras eletrônicas. 
Segundo a proposta, também fica proibida a saída temporária de presos que cumprem pena por praticar crime hediondo, com violência ou grave ameaça, como homicídio, estupro, latrocínio e tráfico de drogas.
Vale ressaltar que o veto ainda será analisado pelo Congresso Nacional. Os parlamentares poderão manter ou derrubar a decisão do presidente. No entanto, a tendência é que a decisão seja revertida pelos congressistas
Como ocorre atualmente?
A saída temporária faz parte da Lei de Execução Penal, que entrou em vigor em 1984, após ter sido sancionada pelo general João Batista Figueiredo, último presidente da ditadura militar (1964-1985).
Na justificativa apresentada à época — e que ainda se encontra disponível no portal da Câmara dos Deputados —, o então ministro da Justiça Ibrahim Abi-Ackel argumentou que as saídas temporárias "constituem notáveis fatores para atenuar o rigor da execução contínua da pena de prisão".
Atualmente, a legislação prevê que as ‘saidinhas’ sejam direcionadas a presos do regime semiaberto para visitas à família; cursos profissionalizantes, de ensino médio e de ensino superior e atividades de retorno do convívio social. 
Leia também
Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


18.05.2024 - 16h51
Rio Grande do Sul
É falso que barragem da Usina 14 de Julho causou enchente no RS; vídeo é antigo

Vídeo que circula nas redes sociais afirma que a abertura de comportas das barragens do Rio das Antas e do Rio Carreiro teria resultado nas enchentes do Rio Grande do Sul. É falso. Trata-se de um vídeo antigo que não tem relação com as recentes enchentes. Além disso, as barragens citadas não têm capacidade de impactar nas cheias.


Evelyn Fagundes
18.05.2024 - 12h46
Rio Grande do Sul
Vídeo de resgate de criança por civis em enxurrada foi gravado na Turquia, não no RS

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra o resgate de duas pessoas em uma enchente. A legenda afirma se tratar do salvamento de duas crianças que ocorreu recentemente no Rio Grande do Sul. É falso. A gravação mostra o resgate de uma mulher e de uma criança em março de 2023 na Turquia.

Catiane Pereira
18.05.2024 - 09h46
Rio Grande do Sul
É falso que 2 mil corpos foram congelados em frigorífico de Canoas (RS)

Vídeo nas redes sociais alega que estão congelando corpos em câmaras frigoríficas no bairro Mathias Velho, em Canoas (RS). É falso. O Instituto Geral de Perícias do Rio Grande do Sul e a Prefeitura de Canoas desmentiram o boato. Além disso, o boletim da Defesa Civil, divulgado às 9h de sábado (18), aponta 22 óbitos em Canoas.

Catiane Pereira
17.05.2024 - 17h30
Rio Grande do Sul
É falso que foram destruídas doações para o RS mostradas em vídeo viral

Circula nas redes sociais um vídeo alegando que doações enviadas para o Rio Grande do Sul foram destruídas. É falso. Trata-se de um registro de 2023, em que donativos estavam sendo movidos por uma retroescavadeira para organizar o local. O conteúdo desinformativo ainda conta com outras narrativas falsas.


Evelyn Fagundes
16.05.2024 - 17h15
Rio Grande do Sul
É falso que lista com 53 nomes seja de crianças desacompanhadas em abrigo na Ulbra, em Canoas

Circula pelas redes sociais uma lista com supostos nomes de crianças sem seus responsáveis que estariam abrigadas no Campus da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), em Canoas (RS). É falso. Na verdade a lista traz os nomes de pessoas desabrigadas e que foram acolhidas em outro local, não de crianças desacompanhadas.

Catiane Pereira
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital