UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É falso que Alexandre de Moraes saiu correndo e gritando no Congresso
23.04.2024 - 14h55
Porto Alegre - RS
Esta verificação foi atualizada para incluir, ao final do texto, a informação sobre o arquivamento do processo contra o servidor Rodrigo Bastos, do Senado
20.05.2024 - 01h43
Post nas redes sociais mostra um vídeo com um homem careca e vestindo um terno correndo pelos corredores do Congresso Nacional, enquanto é perseguido por pessoas que filmam a cena. A legenda que acompanha a publicação alega que se trata do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), e que o vídeo foi gravado em 16 de abril de 2024. É falso.
Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:
exato momento que Morais sai correndo e gritando o machão virou gazela
16/04
só e macho com os cupincha dele mas com o povo de bem ele tem é medo
– Texto em vídeo que, até 11h08 do dia 23 de abril de 2024, havia sido compartilhado por 205 usuários no Facebook
Falso
O homem que aparece no vídeo não é o ministro Alexandre de Moraes, mas o secretário parlamentar Rodrigo Duarte Bastos, lotado no gabinete do deputado federal Carlos Jordy (PL-RJ). As cenas foram registradas em 18 de outubro do ano passado e iniciaram no Senado, segundo nota enviada à Lupa pela assessoria de imprensa da Câmara dos Deputados.
As imagens mostram uma confusão que envolveu Bastos e parlamentares da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Atos Golpistas, após a aprovação do relatório final do colegiado. Na ocasião, deputados e senadores governistas estavam no Salão Azul, do Senado, enquanto caminhavam em direção à Praça dos Três Poderes, em um ato simbólico em defesa da democracia. O assessor estava no meio dos parlamentares e gritava palavras de ordem contra o grupo Resistência Islâmica (Hamas). 
Bastos filmava o ato com um celular no momento em que o deputado Rogério Correia (PT-MG) deu um tapa em sua mão. O aparelho, então, caiu na cabeça da senadora Soraya Thronicke (Podemos-MS). Ele foi acusado de agressão e a situação gerou um tumulto. Policiais legislativos perseguiram o assessor e jornalistas também correram para fazer imagens. 
Ele correu para o Anexo II, da Câmara dos Deputados, prédio que fica ao lado do Senado. À época, Jordy prometeu demitir o assessor, mas logo voltou atrás e decidiu mantê-lo no cargo.

Conforme a assessoria de imprensa do Senado, o fato foi registrado na Coordenação de Polícia de Investigação e Judiciária da Secretaria de Polícia do Senado e arquivado posteriormente, uma vez que, de acordo com o órgão, não houve crime na conduta do assessor.

Leia também


Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


18.05.2024 - 16h51
Rio Grande do Sul
É falso que barragem da Usina 14 de Julho causou enchente no RS; vídeo é antigo

Vídeo que circula nas redes sociais afirma que a abertura de comportas das barragens do Rio das Antas e do Rio Carreiro teria resultado nas enchentes do Rio Grande do Sul. É falso. Trata-se de um vídeo antigo que não tem relação com as recentes enchentes. Além disso, as barragens citadas não têm capacidade de impactar nas cheias.


Evelyn Fagundes
18.05.2024 - 12h46
Rio Grande do Sul
Vídeo de resgate de criança por civis em enxurrada foi gravado na Turquia, não no RS

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra o resgate de duas pessoas em uma enchente. A legenda afirma se tratar do salvamento de duas crianças que ocorreu recentemente no Rio Grande do Sul. É falso. A gravação mostra o resgate de uma mulher e de uma criança em março de 2023 na Turquia.

Catiane Pereira
18.05.2024 - 09h46
Rio Grande do Sul
É falso que 2 mil corpos foram congelados em frigorífico de Canoas (RS)

Vídeo nas redes sociais alega que estão congelando corpos em câmaras frigoríficas no bairro Mathias Velho, em Canoas (RS). É falso. O Instituto Geral de Perícias do Rio Grande do Sul e a Prefeitura de Canoas desmentiram o boato. Além disso, o boletim da Defesa Civil, divulgado às 9h de sábado (18), aponta 22 óbitos em Canoas.

Catiane Pereira
17.05.2024 - 17h30
Rio Grande do Sul
É falso que foram destruídas doações para o RS mostradas em vídeo viral

Circula nas redes sociais um vídeo alegando que doações enviadas para o Rio Grande do Sul foram destruídas. É falso. Trata-se de um registro de 2023, em que donativos estavam sendo movidos por uma retroescavadeira para organizar o local. O conteúdo desinformativo ainda conta com outras narrativas falsas.


Evelyn Fagundes
16.05.2024 - 17h15
Rio Grande do Sul
É falso que lista com 53 nomes seja de crianças desacompanhadas em abrigo na Ulbra, em Canoas

Circula pelas redes sociais uma lista com supostos nomes de crianças sem seus responsáveis que estariam abrigadas no Campus da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), em Canoas (RS). É falso. Na verdade a lista traz os nomes de pessoas desabrigadas e que foram acolhidas em outro local, não de crianças desacompanhadas.

Catiane Pereira
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital