UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É falso que governo gaúcho está fiscalizando documentação de jet skis e barcos que atuam em resgates
07.05.2024 - 11h39
Porto Alegre - RS
Post traz um vídeo no qual o influenciador Nego Di alega que o governo do Rio Grande do Sul está impedindo as pessoas que possuem barcos ou jet skis de atuarem nos resgates em Canoas, cidade onde diversos bairros sofrem com enchentes. Nas imagens, Nego Di comenta que estão sendo cobradas autorização e habilitação das pessoas que possuem os equipamentos. É falso
Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:
Tinha um monte de gente ajudando lá em Canoas, botando barco na água. Agora, estão proibindo em boa parte da cidade, da galera colocar barco na água. Estão pedindo autorização, vê se tem cabimento um negócio desses. Estão pedindo habilitação, arrais das pessoas que estão indo lá de jet ski, estão pedindo arrais para as pessoas que têm barco"
– Fala em vídeo que circula no Instagram
Falso
O governo do Rio Grande do Sul não está autuando os veículos usados nos resgates de vítimas das enchentes. Nenhum veículo de comunicação noticiou o caso, o que indica que o fato não possui procedência. A Brigada Militar informa que não está notificando, nem recolhendo jet skis ou similares por falta de habilitação. "Todos os esforços da Corporação estão sendo destinados a salvar vidas e toda ajuda é bem-vinda", diz o órgão de segurança em post publicado, domingo (5), no X.
O subcomandante geral da Brigada Militar, coronel Douglas Soares, afirma que os policiais não estão fazendo nenhum tipo de fiscalização nos veículos de quem está atuando como voluntário.
"Não estamos verificando nenhum tipo de autorização para pilotar uma embarcação ou até um veículo. O nosso objetivo, neste momento, de todas as forças de segurança pública, em especial a Brigada Militar, é salvar as pessoas. A outra missão da Brigada Militar é evitar a quebra da ordem. Para isso, estamos com tropas de choque espalhadas nesses municípios que foram afetados por esta calamidade, para evitar o quê? Saques, roubos, brigas, qualquer coisa que quebre a ordem", disse Soares em vídeo publicado no Instagram do governo gaúcho.
Comandante-geral da Brigada Militar, coronel Cláudio Feoli, também afirmou que é falsa a informação de que a corporação está fiscalizando os jet skis. "É mentira que a Brigada Militar está fiscalizando qualquer tipo de documentação referente a jet skis. Nós estamos focados em salvar vidas e toda ajuda é bem-vinda". 
A manifestação de Nego Di tem como base um outro vídeo que mostra um ônibus da Brigada Militar estacionado ao lado de um alagamento. Segundo o homem que faz a narração, os policiais teriam dito que carros estavam trancando a via e, agora, apenas com autorização os barcos entrariam na água. 
A Lupa encaminhou as imagens para a Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul. Pelo WhatsApp, a coordenadora adjunta de Comunicação do órgão, Lurdinha Matos, afirmou que não visualizou nenhuma ação de impedimento, que o veículo oficial estava apenas parado e salientou que a Brigada Militar atua para manter a segurança e a ordem para as ações de salvamento. A Lupa contatou a assessoria da Brigada, mas não obteve retorno.

Outro lado

A Lupa entrou em contato com Nego Di, mas não obteve retorno até a publicação deste verificamos. A matéria será atualizada caso o influenciador se manifeste.
Todos os conteúdos da Lupa são gratuitos, mas precisamos da sua ajuda para seguir dessa forma. Clique aqui para fazer parte do Contexto e apoiar o nosso trabalho contra a desinformação.

Leia também


Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco.
Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


17.07.2024 - 16h16
Internacional
É falso que antifa chamado Mark Violets atirou em Donald Trump

Post alega que o Departamento de Polícia de Butler identificou que o homem que atirou em Donald Trump se chama Mark Violets, um membro da Antifa. A publicação é acompanhada de um vídeo que mostra Violets sobre um telhado supostamente morto. É falso. O homem no vídeo é Thomas Matthew Crooks, morto pelo Serviço Secreto norte-americano.

Maiquel Rosauro
17.07.2024 - 15h12
Política
Agente do Serviço Secreto dos EUA não foi impedido de disparar em atirador de Trump

Circula nas redes o relato de um suposto agente do Serviço Secreto dos EUA chamado Jonathan Willis, afirmando que foi impedido de disparar contra o atirador que tentou assassinar o ex-presidente dos EUA Donald Trump. É falso. O Serviço Secreto esclareceu que não tem nenhum agente com esse nome e classificou a história como “categoricamente falsa”.


Gabriela Soares
17.07.2024 - 15h08
Política
É falso que governo confirmou fim do pagamento de R$ 600 no Bolsa Família

Post alega que Lula confirmou o fim do pagamento de R$ 600 no Bolsa Família. A publicação possui um vídeo no qual uma mulher diz que o ministro Fernando Haddad afirmou que haverá cortes para famílias que recebem benefícios sociais. É falso. O governo não confirma a informação. Haddad não disse que haverá cortes para famílias em benefícios sociais.

Maiquel Rosauro
16.07.2024 - 17h29
Internacional
Homem em vídeo viral não é autor de atentado contra Donald Trump

Homem em um vídeo viral alega ser Thomas Matthew Crooks, o responsável por atirar em Donald Trump em um comício, no sábado (13). É falso. Crooks foi morto pelo serviço secreto após os disparos. O homem no vídeo é um usuário do X que tentou fazer uma trollagem. Ele se arrependeu e disse que o vídeo foi um erro.

Maiquel Rosauro
16.07.2024 - 17h03
Eleições nos EUA
Diretor do FBI não revelou que deputado do partido de Biden mandou matar Trump

Circula nas redes post afirmando que o diretor do FBI descobriu que o atirador que tentou matar Donald Trump foi contratado por um deputado democrata para cometer o crime. É falso. Não há qualquer declaração pública sobre esse suposto fato. As investigações ainda estão no início e não há participação de qualquer outra pessoa no crime, diz o FBI.

Ítalo Rômany
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital