UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É falso que Governo Lula patrocinou show da Madonna e deixou de enviar recursos para as vítimas das tragédias no RS
07.05.2024 - 15h28
Publicações que circulam nas redes sociais alegam que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deixou de repassar verbas para as vítimas da tragédia das enchentes no Rio Grande do Sul e priorizou um investimento de R$ 50 milhões no show da cantora Madonna, no Rio de Janeiro. É falso. O show da cantora custou R$ 60 milhões, sendo R$ 40 milhões custeados por patrocinadores como o banco Itaú. O restante foi dividido entre a Prefeitura e o Governo do Estado do Rio.
Por Facebook, leitores da Lupa sugeriram que o conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação​:
“Enquanto isso, R$50 milhões no show da Madonna e para as vítimas do Rio Grande do Sul R$0.00. oferecimento do governo federal do Lula”.
– Legenda do vídeo que circula nas redes sociais
Falso
Em nota publicada no último domingo (5), o governo federal lamentou a falsa narrativa. “Esta fabricação de notícias falsas não é apenas irresponsável, mas perigosa, principalmente quando desvia a atenção de questões críticas, como a tragédia em curso no Rio Grande do Sul”. No comunicado, o governo afirmou que a cantora conta com o patrocínio do Banco Itaú e da empresa Heineken, além do apoio da Prefeitura e do Governo do Rio de Janeiro.
O show da turnê “Celebration”, na Praia de Copacabana, no último sábado, dia 04, custou cerca de R$ 60 milhões. Desse valor R$ 40 milhões foram pagos pelo banco Itaú e outros patrocinadores, como Heineken e Deezer. O Governo do Estado do Rio de Janeiro investiu mais R$ 10 milhões no evento, e a Prefeitura do Rio, arcou com mais R$ 10 milhões, segundo o estudo “Potenciais Impactos Econômicos do Show da Madonna no Rio – 2024”, realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Econômico (SMDUE) em parceria com a Secretaria de Turismo (SMTUR).
A apresentação da cantora Madonna teve entrada gratuita, reuniu mais de 1,6 milhão de espectadores e injetou mais de R$ 300 milhões para a economia do Rio de Janeiro, segundo um balanço divulgado pelo governo estadual. 
A falsa narrativa de investimento do governo também foi desmentida pelo ministro da Secretaria de Comunicação Social, Paulo Pimenta, que negou que o governo tenha investido no show. “Estou perplexo com a quantidade de mentiras, fake news e desinformação e com os vídeos que estão circulando tentando criar narrativa mentirosa de uma ligação do show da Madonna com a tragédia no Rio Grande do Sul. Eu não consigo entender como num momento como esse que estamos trabalhando para salvar vidas tem gente que se dedica para produzir mentiras", disse o ministro em suas redes sociais. 
Até às 12h desta terça-feira (7), haviam sido confirmadas 90 mortes em decorrência das tempestades e enchentes no sul do país. O temporal afetou 397 dos 497 municípios do Rio Grande do Sul.
No total, mais de R$ 580 milhões em emendas já foram liberadas pelo governo federal para auxiliar as vítimas das tragédias no RS. A maior parte do valor, R$ 538 milhões, será destinada à Saúde. O restante será aplicado em áreas como Cidades, Educação, Justiça e Segurança Pública, Desenvolvimento Regional, entre outras.
Todos os conteúdos da Lupa são gratuitos, mas precisamos da sua ajuda para seguir dessa forma. Clique aqui para fazer parte do Contexto e apoiar o nosso trabalho contra a desinformação.

Leia também
Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco.

Nota: Este conteúdo faz parte do projeto Mídia e Democracia, produzido pela Escola de Comunicação, Mídia e Informação da Fundação Getulio Vargas (FGV ECMI) e a FGV Direito Rio em parceria com Democracy Reporting International e a Lupa. A iniciativa é financiada pela União Europeia.
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


18.06.2024 - 19h21
Agricultura
Açúcar com fragmentos metálicos é brasileiro, não chinês

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra um pacote de açúcar com peças metálicas sendo atraídas por um imã. Segundo a legenda do post, o açúcar em questão seria um produto importado recentemente da China pelo governo Lula (PT). É falso. O vídeo é antigo. Além disso, o açúcar foi produzido no Brasil, não no exterior.

Evelyn Fagundes
18.06.2024 - 17h59
Política
É falso que Giorgia Meloni se negou a abraçar Lula em reunião do G7; vídeo foi editado

Post exibe vídeo que supostamente mostra a primeira-ministra da Itália, Giorgia Meloni, se recusando a abraçar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)  na chegada à cúpula do G7, na Itália. É falso. O vídeo foi editado e omite o momento em que Meloni abraça Lula e em seguida os dois posam para fotos.

Catiane Pereira
18.06.2024 - 17h20
Fraude
Falsa indenização de R$ 200 milhões da Caixa é usada para aplicar golpe

Circula pelas redes sociais a imagem de uma suposta notícia da CNN afirmando que a Caixa Econômica Federal foi condenada a pagar R$ 200 milhões em indenizações por vazamento de dados. A publicação leva o usuário a um site onde ele pode, supostamente, consultar se tem direito à indenização. É falso, como esclareceu a Caixa em nota à Lupa.


Gabriela Soares
18.06.2024 - 17h11
Política
Piada de Moraes sobre ser ‘ministro comunista’ foi tirada de contexto

Circula pelas redes sociais um vídeo no qual o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirma estar “reconfortado” por não ser mais o “único ministro comunista” da Corte. Na gravação, ele se refere a um “momento socialista” do STF. Falta contexto. Moraes fez a afirmação em tom de piada durante sessão em 12 de junho.

Carol Macário
18.06.2024 - 15h49
Política
É falso que ‘segurança do rei’ mandou Lula descer degrau e se afastar de autoridade

Circula nas redes um vídeo cuja legenda afirma que o presidente Lula, ao se dirigir ao presidente dos Emirados Árabes Unidos, Mohammed bin Zayed al-Nahyan, é alertado pelo "segurança do rei" a se afastar. É falso. A pessoa que aparece nas imagens é o chefe do Banco Mundial, Ajay Banga, que orienta Lula na posição oficial na foto da Cúpula do G7.

Ítalo Rômany
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital