UOL - O melhor conteúdo
Lupa
É falso que governo federal não quer que Portugal envie doações para o RS
12.05.2024 - 19h12
Rio de Janeiro - RJ
Circula pelas redes sociais um vídeo em que um político português afirma que o governo brasileiro não quer que Portugal envie doações para ajudar o povo do Rio Grande do Sul. É falso. O governo federal se manifestou publicamente a favor de receber apoio e já articula uma forma de transportar o material para o Brasil.
Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:
“Presidente de Portugal faz graves acusações contra o governo”
– Legenda de post com vídeo que circula nas redes sociais
Falso
Quem aparece no vídeo não é o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, mas sim o deputado de extrema-direita português André Carlo Amaral Ventura, presidente do Partido Chega. O post original, inclusive, foi feito em seu perfil no Instagram na sexta-feira (10).
"O governo federal [do Brasil] não quer que Portugal envie [as doações para o RS]"
– Trecho de vídeo que circula nas redes sociais
Falso
Ao contrário do que Ventura afirmou no vídeo, é falso que o governo do Brasil rejeitou doações de Portugal para ajudar o Rio Grande do Sul. Em nota divulgada no dia 10 de maio, o governo federal informou estar articulando com companhias aéreas e empresas de navegação o transporte de 200 toneladas de donativos arrecadadas em Portugal. 
O texto ainda cita que, na noite de sexta-feira (10), o Planalto anunciou a suspensão das restrições legais para importação de bens usados mediante doação. Na prática, segundo o governo, a flexibilização de regras por 30 dias, com possibilidade de prorrogação, visa facilitar a chegada dos donativos aos gaúchos. O governo ainda informou que as doações vindas de fora do país para o RS estarão isentas de impostos
O texto ainda destaca que o Ministério das Relações Exteriores informou que "todos os donativos recebidos em outras embaixadas e consulados ao redor do mundo também terão o mesmo trâmite e serão todos enviados ao povo gaúcho com a maior brevidade possível". 
No sábado (11), a Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom) voltou a se pronunciar sobre o assunto e reiterou que "não houve recusa por parte do Governo Federal de doações advindas de Portugal para o RS”. Também informou que a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e o Ministério de Portos e Aeroportos (MPor) estão articulando com a Força Aérea de Portugal um plano logístico para o transporte.
O governo ainda explicou que enviar uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) para buscar as doações em Portugal seria "contraproducente", neste momento, pois "o volume transportado internamente pela FAB no mesmo período de tempo é mais que oito vezes maior do que aquele que virá de Portugal". 
Oficialmente, o governo de Portugal (aqui e aqui) e a Embaixada do país no Brasil não se manifestaram sobre o assunto até a publicação desta verificação. A Lupa tentou contato com o deputado português André Ventura para comentar, mas não houve retorno. O texto será atualizado se houver resposta.
A TAP, que Ventura disse no vídeo ter se prontificado a levar as doações para o Brasil, também não publicou nada sobre o tema em seu site oficial ou nas redes sociais. A reportagem entrou em contato com a companhia aérea, mas não teve resposta — a verificação será atualizada caso a empresa se manifeste.
Todos os conteúdos da Lupa são gratuitos, mas precisamos da sua ajuda para seguir dessa forma. Clique aqui para fazer parte do Contexto e apoiar o nosso trabalho contra a desinformação.

LEIA TAMBÉM

Esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.




Editado por
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


18.05.2024 - 16h51
Rio Grande do Sul
É falso que barragem da Usina 14 de Julho causou enchente no RS; vídeo é antigo

Vídeo que circula nas redes sociais afirma que a abertura de comportas das barragens do Rio das Antas e do Rio Carreiro teria resultado nas enchentes do Rio Grande do Sul. É falso. Trata-se de um vídeo antigo que não tem relação com as recentes enchentes. Além disso, as barragens citadas não têm capacidade de impactar nas cheias.


Evelyn Fagundes
18.05.2024 - 12h46
Rio Grande do Sul
Vídeo de resgate de criança por civis em enxurrada foi gravado na Turquia, não no RS

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra o resgate de duas pessoas em uma enchente. A legenda afirma se tratar do salvamento de duas crianças que ocorreu recentemente no Rio Grande do Sul. É falso. A gravação mostra o resgate de uma mulher e de uma criança em março de 2023 na Turquia.

Catiane Pereira
18.05.2024 - 09h46
Rio Grande do Sul
É falso que 2 mil corpos foram congelados em frigorífico de Canoas (RS)

Vídeo nas redes sociais alega que estão congelando corpos em câmaras frigoríficas no bairro Mathias Velho, em Canoas (RS). É falso. O Instituto Geral de Perícias do Rio Grande do Sul e a Prefeitura de Canoas desmentiram o boato. Além disso, o boletim da Defesa Civil, divulgado às 9h de sábado (18), aponta 22 óbitos em Canoas.

Catiane Pereira
17.05.2024 - 17h30
Rio Grande do Sul
É falso que foram destruídas doações para o RS mostradas em vídeo viral

Circula nas redes sociais um vídeo alegando que doações enviadas para o Rio Grande do Sul foram destruídas. É falso. Trata-se de um registro de 2023, em que donativos estavam sendo movidos por uma retroescavadeira para organizar o local. O conteúdo desinformativo ainda conta com outras narrativas falsas.


Evelyn Fagundes
16.05.2024 - 17h15
Rio Grande do Sul
É falso que lista com 53 nomes seja de crianças desacompanhadas em abrigo na Ulbra, em Canoas

Circula pelas redes sociais uma lista com supostos nomes de crianças sem seus responsáveis que estariam abrigadas no Campus da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), em Canoas (RS). É falso. Na verdade a lista traz os nomes de pessoas desabrigadas e que foram acolhidas em outro local, não de crianças desacompanhadas.

Catiane Pereira
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital