UOL - O melhor conteúdo
Lupa
Lei que impõe sigilo em casos de violência doméstica não beneficia filho de Lula acusado de agressão
27.05.2024 - 16h29
Rio de Janeiro - RJ
Circula pelas redes sociais um vídeo em que um homem afirma que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionou uma alteração no texto da Lei Maria da Penha para beneficiar seu filho caçula, Luís Cláudio Lula da Silva, acusado de agredir a ex-namorada. Segundo o narrador, a proposta coloca sigilo total em processos que investigam casos de violência contra mulheres. É falso
Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que o conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação​:
E para proteger ainda mais o filho, Lula sancionou hoje a lei que impõe sigilo em processos de violência contra mulher
– Trecho de vídeo que circula pelas redes sociais
Falso
Dessa forma, o sigilo sobre a identidade da vítima será adotado automaticamente. Contudo, a determinação só passa a vigorar em novembro. Até o momento, ainda é necessária a avaliação do juiz para que ocorra a determinação do segredo de Justiça em casos de violência doméstica.
O Projeto de Lei 1822, que originou a norma, é de autoria do senador Fabiano Contarato (PT-ES) e foi proposto em 2019. A medida busca evitar que a vítima e sua família sejam expostas a novos traumas e constrangimentos ao determinar o sigilo da identidade da ofendida nas informações de processos que apuram crimes praticados no contexto de violência doméstica.
Medida não beneficia filho de Lula 
A peça desinformativa cita Luís Cláudio Lula da Silva, filho caçula do presidente Lula, acusado de agredir sua ex-namorada, sugerindo que ele seria beneficiado pela lei sancionada. No entanto, como já mencionado, a medida só propõe sigilo sobre o nome da vítima e não sobre os acusados. 
No dia 2 de abril, a ex-namorada de Luís Cláudio registrou um boletim de ocorrência online, declarando ter sido vítima de violência doméstica. Ela afirmou ter sofrido agressões físicas e psicológicas por parte do filho caçula do presidente. A defesa de Luís Cláudio definiu as declarações contidas no boletim de ocorrência como sendo "fantasiosas". O caso segue em acompanhamento e em segredo de Justiça
Conteúdo semelhante foi verificado por Aos Fatos e Estadão Verifica
Todos os conteúdos da Lupa são gratuitos, mas precisamos da sua ajuda para seguir dessa forma. Clique aqui para fazer parte do Contexto e apoiar o nosso trabalho contra a desinformação.
Leia também
Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco.
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Verificação
Conteúdo de verificação de informações compartilhadas nas redes sociais para mostrar o que é falso.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


18.06.2024 - 19h21
Agricultura
Açúcar com fragmentos metálicos é brasileiro, não chinês

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra um pacote de açúcar com peças metálicas sendo atraídas por um imã. Segundo a legenda do post, o açúcar em questão seria um produto importado recentemente da China pelo governo Lula (PT). É falso. O vídeo é antigo. Além disso, o açúcar foi produzido no Brasil, não no exterior.

Evelyn Fagundes
18.06.2024 - 17h59
Política
É falso que Giorgia Meloni se negou a abraçar Lula em reunião do G7; vídeo foi editado

Post exibe vídeo que supostamente mostra a primeira-ministra da Itália, Giorgia Meloni, se recusando a abraçar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)  na chegada à cúpula do G7, na Itália. É falso. O vídeo foi editado e omite o momento em que Meloni abraça Lula e em seguida os dois posam para fotos.

Catiane Pereira
18.06.2024 - 17h20
Fraude
Falsa indenização de R$ 200 milhões da Caixa é usada para aplicar golpe

Circula pelas redes sociais a imagem de uma suposta notícia da CNN afirmando que a Caixa Econômica Federal foi condenada a pagar R$ 200 milhões em indenizações por vazamento de dados. A publicação leva o usuário a um site onde ele pode, supostamente, consultar se tem direito à indenização. É falso, como esclareceu a Caixa em nota à Lupa.


Gabriela Soares
18.06.2024 - 17h11
Política
Piada de Moraes sobre ser ‘ministro comunista’ foi tirada de contexto

Circula pelas redes sociais um vídeo no qual o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirma estar “reconfortado” por não ser mais o “único ministro comunista” da Corte. Na gravação, ele se refere a um “momento socialista” do STF. Falta contexto. Moraes fez a afirmação em tom de piada durante sessão em 12 de junho.

Carol Macário
18.06.2024 - 15h49
Política
É falso que ‘segurança do rei’ mandou Lula descer degrau e se afastar de autoridade

Circula nas redes um vídeo cuja legenda afirma que o presidente Lula, ao se dirigir ao presidente dos Emirados Árabes Unidos, Mohammed bin Zayed al-Nahyan, é alertado pelo "segurança do rei" a se afastar. É falso. A pessoa que aparece nas imagens é o chefe do Banco Mundial, Ajay Banga, que orienta Lula na posição oficial na foto da Cúpula do G7.

Ítalo Rômany
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital