UOL - O melhor conteúdo
Lupa
Pablo Marçal erra sobre candidatura indeferida, obras e combate à dengue
A Lupa deu a largada nesta semana à cobertura das eleições municipais de 2024, começando pela checagem da sabatina promovida pelo MyNews com os pré-candidatos à prefeitura de São Paulo (SP). Os primeiros entrevistados foram o atual prefeito, Ricardo Nunes (MDB), e o deputado federal Guilherme Boulos (PSOL-SP)
A terceira entrevista, nesta quinta-feira, foi com Pablo Marçal (PRTB). O pré-candidato errou ao dizer que só não concorreu à presidência da República pelo Pros em 2022 porque a Justiça derrubou a candidatura — quando na verdade, o próprio partido retirou a candidatura do empresário antes de o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitar o seu registro.
Ele também omitiu informações ao dizer que sua candidatura a deputado federal, ainda em 2022, também pelo Pros, foi invalidada no "tapetão". Na verdade, a decisão foi tomada após a votação pela Justiça Eleitoral, que é o órgão responsável por validar o registro de todas as candidaturas — o que não ocorreu, no caso de Marçal.
Marçal ainda errou ao dizer que o Brasil tem mais de 120 mil obras paradas, que o povo mais rico per capita do mundo é o Catar e que a cidade de São Paulo só tem pouco mais de 30 veículos equipados com nebulizadores de inseticida (fumacê) para combater a dengue.
A seguir, confira a checagem completa feita pela Lupa. A assessoria de Pablo Marçal foi procurada e a resposta enviada foi incluída na frase checada.
Nesta sexta-feira (7), a Lupa fará a checagem em tempo real de mais três pré-candidatos a prefeito de São Paulo: Tabata Amaral (PSB), a partir das 10h, Marina Helena (Novo), a partir das 14h, e Kim Kataguiri (União Brasil), a partir das 16h.
Assista à entrevista:
Confira a checagem:
“São 10 nações no mundo que falam a língua portuguesa”
– Pablo Marçal (PRTB), pré-candidato a prefeito de São Paulo, em sabatina do MyNews, em 6 de junho de 2024
Exagerado
Em todo o mundo, nove países têm o português como idioma oficial — e não dez, como afirmou Marçal. Segundo a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), o idioma é falado em Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. 
A língua também é falada em alguns territórios (não países), como Macau, na China; e Goa, na Índia. 
“No leilão do Neymar, a gente arrecadou 21 milhões”
– Pablo Marçal (PRTB), pré-candidato a prefeito de São Paulo, em sabatina do MyNews, em 6 de junho de 2024
Verdadeiro
O 4º leilão beneficente realizado pelo Instituto Projeto Neymar Jr, em São Paulo, arrecadou R$ 21 milhões. O evento reuniu artistas e personalidades dos esportes. Pablo Marçal arrematou uma partida de poker com Neymar no valor de R$ 450 mil.
No total foram arrematados 24 lotes. Os itens leiloados foram diversos como, por exemplo, cinturão de boxe do Popó, uma chuteira de ouro 18 quilates e a camisa usada e autografada por Pelé, entre outros.
“Fui candidato oficial à presidência da República na convenção do Pros, à noite a Justiça derrubou”
– Pablo Marçal (PRTB), pré-candidato a prefeito de São Paulo, em sabatina do MyNews, em 6 de junho de 2024
Falso
Embora tenha sido oficializado como candidato à presidência do Pros em 2022, o próprio partido retirou a candidatura do empresário antes de o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitar o registro dele. A decisão da Justiça Eleitoral, portanto, apenas validou uma decisão que já havia sido tomada pelo Pros
A candidatura de Marçal ao Planalto foi oficializada em 31 de julho daquele ano, mas 15 dias depois a Executiva do partido resolveu retirar a candidatura do influenciador para apoiar a campanha de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
Mesmo com a retirada de seu nome pelo Pros em 15 de agosto de 2022, Marçal fez um evento de lançamento de sua campanha ao Planalto no dia seguinte, em 16 de agosto. Em 6 de setembro, 21 dias depois, a Justiça Eleitoral barrou o registro do empresário.  
Em resposta à Lupa, a assessoria de imprensa de Marçal respondeu que contesta a informação sobre a candidatura à presidência “uma vez que o registro foi efetivado e posteriormente cancelado por causa da troca de direção do partido”.
“Vi reportagem/pesquisa há menos de um ano: 77% dos paulistanos acha que ele [Ricardo Nunes] gasta o dinheiro errado”
– Pablo Marçal (PRTB), pré-candidato a prefeito de São Paulo, em sabatina do MyNews, em 6 de junho de 2024
Verdadeiro
Pesquisa divulgada pelo Datafolha em setembro de 2023 sobre a gestão dos recursos públicos do município de São Paulo indicou que 77% dos paulistanos consideram que o caixa da prefeitura estava sendo mal gasto.   
“O Brasil tem mais de 120 mil obras paradas”
– Pablo Marçal (PRTB), pré-candidato a prefeito de São Paulo, em sabatina do MyNews, em 6 de junho de 2024
Falso
Segundo o painel de obras paralisadas do Tribunal de Contas da União (TCU), na base de dados de abril de 2023 (a mais recente da instituição), o país tem 8,6 mil obras paralisadas que envolvem recursos do Orçamento Geral da União, de um total de 21 mil obras registradas na base de dados do tribunal. 
No estado de São Paulo, o TCU contabiliza 345 obras paralisadas que têm verbas federais, de um total de 1.070 empreendimentos. Na cidade de São Paulo, o tribunal registra 12 obras paralisadas, de um total de 55 obras feitas com dinheiro do governo federal.
Segundo levantamento realizado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), o estado de São Paulo contabiliza 472 obras paralisadas no primeiro trimestre de 2024, que são custeadas pelo governo do Estado, pelo governo federal ou por meio de convênios e financiamentos.
Uma pesquisa feita pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), divulgada em 5 de junho, constatou haver 9.693 paradas nas cidades desde 2007 – dado também muito distante daquele citado por Marçal.
“[Em São Paulo], tem 7 milhões de carros (...)
– Pablo Marçal (PRTB), pré-candidato a prefeito de São Paulo, em sabatina do MyNews, em 6 de junho de 2024
Exagerado
De acordo com as informações mais recentes disponibilizadas pelo Ministério dos Transportes, via Secretaria Nacional de Trânsito), a quantidade de carros registrados no município de São Paulo foi de 6,2 milhões em abril deste ano, e não de 7 milhões, como disse o pré-candidato na sabatina.
“[Em São Paulo], tem (...) 1,5 milhão de motos”
– Pablo Marçal (PRTB), pré-candidato a prefeito de São Paulo, em sabatina do MyNews, em 6 de junho de 2024
Verdadeiro
Segundo os dados da Senatran, são contabilizadas 1.265.459 de motocicletas e 247.400 motonetas na cidade de São Paulo. Na soma, há pouco mais de 1,5 milhão de motos no município.  
“Povo mais rico do mundo per capita é do Catar”
– Pablo Marçal (PRTB), pré-candidato a prefeito de São Paulo, em sabatina do MyNews, em 6 de junho de 2024
Falso
Segundo o ranking mais recente do Fundo Monetário Internacional (FMI), que considera o  Produto Interno Bruto (PIB) per capita (valor médio que cada habitante teria do total de riquezas de bens e serviços produzidos), o país considerado mais rico do mundo é Luxemburgo, localizado no continente europeu, com PIB per capita de US$ 131,3 mil
Em segundo lugar está a Irlanda e, em terceiro, a Suíça, ambos também na Europa. O Catar ocupa o oitavo lugar do ranking.
“Em 1990, o PIB [Produto Interno Bruno] da China era menor do que o do Brasil”
– Pablo Marçal (PRTB), pré-candidato a prefeito de São Paulo, em sabatina do MyNews, em 6 de junho de 2024
Verdadeiro
De acordo com dados do Banco Mundial, em 1990 o Produto Interno Bruno (PIB) da China era de US$ 394,57 bilhões, enquanto o do Brasil era de US$ 461,95 bilhões
“(...) uma cidade deste tamanho ter 30 e poucos carros desse aí [fumacê]”
– Pablo Marçal (PRTB), pré-candidato a prefeito de São Paulo, em sabatina do MyNews, em 6 de junho de 2024
Falso
Atualmente, a cidade de São Paulo conta com 96 conjuntos de nebulizadores — caminhonetes equipadas com nebulizadores de inseticida (fumacê) —, sendo 66 próprios e 30 contratados.
"Aí vira esse negócio pra deputado. E aí ninguém acreditou. A gente foi lá, 243 mil votos, fomos eleitos. E foi de novo um tapetão"
– Pablo Marçal (PRTB), pré-candidato a prefeito de São Paulo, em sabatina do MyNews, em 6 de junho de 2024
Falta contexto
Pablo Marçal concorreu às eleições de 2022 sub judice para o cargo de deputado federal. Isso ocorreu porque o TSE havia anulado todos os atos da comissão estadual do PROS, presidida por José Willame Cavalcante de Souza, dentre eles a indicação de Pablo Marçal como candidato a deputado federal — decisão essa que ocorreu após o próprio partido retirar a candidatura dele a presidente da República e apoiar Lula nas eleições. 
À época, a Federação Brasil da Esperança (PT/PC do B/PV) entrou com um recurso questionando que José Willame Cavalcante de Souza presidia a Comissão Estadual do PROS de forma irregular — ele estava à frente do partido por causa de uma liminar, que foi revogada. E que, portanto, todos os atos dele, incluindo a nomeação de Marçal como candidato, deveriam ser considerados nulos. As alegações também eram de que ele havia se registrado fora do prazo estabelecido pela lei eleitoral.
Em 29 de outubro de 2022 — após o 1º turno, o ministro do TSE Ricardo Lewandowski indeferiu a candidatura de Marçal. Com a decisão, o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) retotalizou os votos, fazendo com que Paulo Teixeira (PT-SP) passasse à situação de “eleito”, enquanto Pablo Marçal (PROS) perdesse a vaga, ficando na condição de indeferido.
Pablo Marçal também teve suas contas de campanha reprovadas, em maio de 2023. O TRE de São Paulo encontrou diversas divergências, dentre elas a de omissão de despesas e utilização de recursos de origem não identificada.
Clique aqui para ver como a Lupa faz suas checagens e acessar a política de transparência
A Lupa faz parte do
The trust project
International Fact-Checking Network
A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos.
A Lupa está infringindo esse código? FALE COM A IFCN
Tipo de Conteúdo: Checagem
Conteúdo de verificação e classificação de uma ou mais falas específicas de determinada pessoa, seguindo metodologia própria.
Copyright Lupa. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.

Leia também


07.06.2024 - 15h51
Sabatina MyNews
Kim erra dados sobre desaprovação de Haddad e atendimento psicossocial

A Lupa deu a largada à cobertura das eleições de 2024 com a checagem da sabatina promovida pelo MyNews com os pré-candidatos à prefeitura de São Paulo (SP). O sexto entrevistado foi o deputado federal por SP Kim Kataguiri (União Brasil), que errou dados sobre desaprovação do ex-prefeito Fernando Haddad e de leitos de atendimento psicossocial.

Carol Macário
07.06.2024 - 13h49
Sabatina MyNews
Marina Helena erra sobre acidentes em SP e exagera sobre educação no Ceará

A Lupa deu a largada nesta semana à cobertura das eleições municipais de 2024 com a checagem da sabatina promovida pelo MyNews com os pré-candidatos à prefeitura de São Paulo (SP). A quinta entrevistada foi Marina Helena (Novo), que errou ao citar dado sobre acidentes envolvendo motocicletas e exagerou sobre professores temporários no Ceará

Carol Macário
07.06.2024 - 09h49
Sabatina MyNews
Tabata erra sobre dados de trânsito e vagas para dependentes químicos

A Lupa deu a largada nesta semana à cobertura das eleições municipais de 2024 com a checagem da sabatina promovida pelo MyNews com os pré-candidatos à prefeitura de São Paulo (SP). A quarta entrevistada foi a deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP), que errou sobre dados de trânsito e a quantidade de CEUs e vagas para tratar dependentes químicos

Carol Macário
06.06.2024 - 15h49
Sabatina MyNews
Pablo Marçal erra sobre candidatura indeferida, obras e combate à dengue

A Lupa deu a largada nesta semana à cobertura das eleições municipais de 2024 com a checagem da sabatina promovida pelo MyNews com os pré-candidatos à prefeitura de São Paulo (SP). O terceiro entrevistado é Pablo Marçal (PRTB) que errou ao falar sobre sua candidatura indeferida à presidência em 2022, obras e combate à dengue.

Carol Macário
06.06.2024 - 13h49
Sabatina MyNews
Boulos exagera sobre dívida de SP e promessa de Doria para cracolândia

A Lupa segue na cobertura das eleições municipais de 2024 com a checagem da sabatina promovida pelo MyNews com os pré-candidatos à prefeitura de São Paulo (SP). O segundo entrevistado é o deputado federal Guilherme Boulos (PSOL-SP), que exagerou sobre a dívida de São Paulo com a União e omitiu dados ao falar sobre a avaliação dos governos do PT na capital paulista.

Carol Macário
Lupa © 2024 Todos os direitos reservados
Feito por
Dex01
Meza Digital